Cadillac não se intimida com 'hostilidade' da Fórmula 1

Vice-presidente da fabricante estadunidense garantiu que não teria demonstrado interesse se proposta não fosse boa

Cadillac Northstar LMP 900 2001

A Cadillac não se intimidou com a resposta 'morna' em reação aos seus planos de entrar na Fórmula 1 com a Andretti e continua "super empolgada" com a possibilidade de se tornar a 11ª equipe do grid.

Leia também:

Em resposta ao discurso do presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem, em que dizia que queria explorar a expansão do grid, a Andretti Global anunciou uma nova parceria com o grupo 'controlador' da Cadillac, a General Motors, na semana passada. A parceria levará a GM à F1 por meio de sua marca e, juntos, formarão a Andretti Cadillac Racing, enquanto se aguarda a manifestação formal do processo de interesse iniciado pela entidade.

No entanto, a reação de muitos dentro da F1 foi um tanto silenciosa. A categoria divulgou um comunicado afirmando que havia conversas em andamento com outras partes menos visíveis sobre a adesão ao grid, além de lembrar que tanto ela quanto as equipes existentes tinham que dar aprovação para qualquer nova inscrição, não apenas a FIA.

Rory Harvey, vice-presidente global da Cadillac, observou a resposta e rebateu alegando que tanto sua marcando quanto a Andretti tinham uma "proposta muito boa".

“Não teríamos anunciado nossa intenção de enviar uma Manifestação de Interesse se não pensássemos que era uma proposta que preenchia os requisitos e nos dava a capacidade de ter sucesso”, disse Harvey.

“Desse ponto de vista, ainda há um longo caminho a percorrer neste processo. A Manifestação de Interesse e os detalhes ainda não saíram exatamente, então temos que ir como um primeiro passo. Precisamos enviar nossa manifestação de interesse e depois ver como o processo se desenrola.”

Michael Andretti, Chief Executive Officer & Chairman Andretti Autosport

Michael Andretti, Chief Executive Officer & Chairman Andretti Autosport

Photo by: Andreas Beil

A FIA ainda não iniciou formalmente o processo de expansão do grid, o que levaria a manifestações de interesse antes de passar por um rigoroso processo de due diligence (processo de investigação de uma oportunidade de negócio que o investidor deverá aceitar para poder avaliar os riscos da transação).

O presidente da FIA disse ter ficado surpreso com a “reação adversa” aos planos de Andretti e Cadillac, acreditando que a F1 tinha que abraçar o interesse de novas equipes em fazerem parte do 'jogo'. Também permanecem preocupações de muitos dentro da Fórmula 1 sobre o nível real de envolvimento que a GM teria por meio da Cadillac, dado que o plano seria trabalhar com um fabricante de unidade de potência existente para começar como parte de uma colaboração.

O medo é que se a Andretti receber um suprimento de motor da Renault e depois rebatizá-lo como um Cadillac, não seria um verdadeiro compromisso do fabricante. Harvey disse que não queria “especular em termos de alguns dos artigos que foram escritos”, mas que a Cadillac permaneceu “super empolgada” internamente.

“Eu sei que, do ponto de vista da organização Andretti, eles estão super empolgados”, disse Harvey. “Faremos o nosso melhor em termos de nossa manifestação de interesse e seremos capazes de mostrar o que acreditamos que podemos trazer para a Fórmula 1.”

Harvey acrescentou que entrar na F1 seria um “grande compromisso” para a Cadillac.

“A parceria [com Andretti] que discutimos na semana passada é o que nos dará a capacidade de executar”, disse ele. “Acreditamos que temos uma mistura de conjuntos de habilidades em todas as organizações para montar um pacote que garanta nossa competitividade.”

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #212 – Polêmica: as verdades inconvenientes sobre a F1

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Análise técnica F1: Como Mercedes transformou dor do início da temporada em alegria de vitória no final
Próximo artigo F1: Silverstone faz pressão para ter fim de semana do GP da Inglaterra com quatro dias

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil