Câmara Municipal de Sâo Paulo pode instaurar "CPI da Fórmula 1"; entenda

Requerimento feito pelo vereador Antônio Donato (PT-SP) tem como objetivo investigar contratos entre a categoria e a prefeitura da capital paulista para realização do GP no Brasil

Câmara Municipal de Sâo Paulo pode instaurar "CPI da Fórmula 1"; entenda
Carregar reprodutor de áudio

O GP de São Paulo de Fórmula 1 segue sob investigação na Câmara Municipal da capital paulista. O vereador Antônio Donato (PT-SP), apoiado por outros 19 colegas, protocolou na última semana um pedido para instaurar uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) focada nos contratos para a realização do evento.

O objetivo seria analisar a parceria entre a Brasil Motorsport e a categoria, da qual negociações estão sob sigilo. Os valores estabelecidos entre a F1 e a prefeitura são de R$ 100 milhões. Em janeiro, o contrato foi suspenso pela justiça por ausência de licitação e falta de transparência, para ser revogado por um desembargador dois meses depois.

Leia também:

Além disso, o pedido também considera ilegal a forma de contratação e aponta violação do princípio da impessoalidade e moralidade administrativa. O vereador cita "o dispêndio de recursos públicos em evento esportivo, no curso da maior epidemia mundial dos últimos 80 anos", que "pode ferir os princípios da moralidade e eficiência administrativa."

Devido aos impactos da pandemia, ainda "existe a possibilidade real de que o evento da Fórmula 1 em 2021 ocorra sem público. Portanto, sem as receitas do turismo e demais serviços que em tese justificam o retorno financeiro."

A prefeitura, até então governada por Bruno Covas (PSDB-SP), pagou, segundo o documento, US$ 3,3 milhões à Fórmula 1, algo em torno de R$ 17 milhões na época, e também a quantia de R$ 100 milhões à Brasil Motorsport. Além de firmar o compromisso de realizar todas as melhorias e reparos no autódromo necessários à corrida.

Donato cita também que a categoria "sofre quedas de popularidade mundo afora", mas os números de audiência da Band, atual detentora dos direitos esportivos, cresceram em relação ao último ano e a emissora disputa a vice-liderança do Ibope a cada evento. A F1 também mantém um número crescente de seguidores em suas redes sociais, streaming e plataformas como o canal no Youtube e a F1TV.

A instauração da CPI depende da finalização de uma das outras duas comissões em andamento na câmara (Aplicativos e Animais), pois o regimento impede que haja três ou mais ao mesmo tempo. Quando estiver livre para a abertura, o requerimento ainda precisaria ser votado como preferência para passar à frente de pedidos de investigação e, ainda, ser aprovado.

O GP de São Paulo está marcado para o dia 7 de novembro em Interlagos. Nesta terça-feira (29), a organização anunciou que o terceiro e último lote de ingressos à venda se esgotou. A capacidade máxima será de 40 mil pessoas por dia de evento.

EXCLUSIVO: Entenda o que há de REAL no discurso da MERCEDES de ABANDONAR temporada e pensar em 2022

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Mercedes jogou a toalha para 2021 após derrota na Estíria?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Vencedor da corrida sprint será creditado oficialmente como pole; entenda
Artigo anterior

F1: Vencedor da corrida sprint será creditado oficialmente como pole; entenda

Próximo artigo

F1: Red Bull foi atrás de motores da Mercedes e Ferrari depois da Honda anunciar saída da categoria

F1: Red Bull foi atrás de motores da Mercedes e Ferrari depois da Honda anunciar saída da categoria