Red Bull: chegada de Newey fez equipe perder fama de “baladeira”

Horner crê que chegada de projetista significou que, na F1, eles deixarão de ter reputação de só boa equipe para 'temível'

Red Bull: chegada de Newey fez equipe perder fama de “baladeira”

A Red Bull Racing entrou na Fórmula 1 em 2005 depois que Dietrich Mateschitz, dono da empresa de bebidas energéticas, assumiu os ativos deixados pela Jaguar, após saída da montadora britânica do esporte no final de 2004.

A empresa austríaca estava ativa na elite do esporte a motor mundial havia vários anos como patrocinadora e acionista da Sauber, mas Mateschitz achava que era hora de criar sua própria equipe.

Leia também:

Ele comprou a propriedade da Jaguar, mudou o nome e deu a Christian Horner as chaves da fábrica e do 'negócio'. "Não tínhamos objetivos específicos, além de sermos os mais competitivos o mais rápido possível", disse o chefe ao Talking Bull Podcast: The 300 Club.

“Mateschitz é um apaixonado pelo automobilismo. Ele patrocinou equipes, foi acionista da Sauber, mas esta foi a primeira vez que ele mesmo possuiu e controlou uma equipe", seguiu o dirigente britânico.

"Ele nos encorajou a abraçar a filosofia da Red Bull: não tenha medo de quebrar a ordem estabelecida, fazer as coisas de forma diferente e se divertir", destacou Horner, homem-forte à frente do time de F1.

No início, porém, isso fez com que os rivais dificilmente os levassem a sério, e eles consideraram a Red Bull mais um 'golpe publicitário' do que um candidato a grandes resultados.

“Nossa reputação se devia ao fato de sempre tocarmos música alta e organizarmos todo tipo de atividades e baladas. Só nos levavam em conta porque todos queriam ingressos para a festa. Acho que é por isso que estávamos determinados a formar a melhor equipe possível."

A contratação do experiente e aclamado engenheiro Adrian Newey mudou a forma como os rivais os viam. O gênio do design conquistou títulos com a Williams e a McLaren, e sua chegada à Red Bull, em 2006, causou comoção no paddock.

“As pessoas começaram a nos levar a sério. Eles pensaram que, se o projetista de maior sucesso deixou a McLaren, que perdeu dois títulos devido a problemas de confiabilidade, se ele estava disposto a fazer essa mudança, deveria haver algo de bom lá [na Red Bull]."

A chegada de Newey fez com que a equipe deixasse de ser a melhor anfitriã de festas para uma máquina que venceu quatro campeonatos mundiais consecutivos entre 2010 e 2013. As festas continuaram, mas agora eles estavam comemorando os sucessos que estavam obtendo.

Hamilton REVELA ‘defeito’ da Mercedes e mostra como a equipe minimizou o problema

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PODCAST: Hamilton x Schumacher: a comparação entre os campeões da F1

 

.

compartilhar
comentários
Hamilton no topo: veja os salários dos pilotos da Fórmula 1 em 2020

Artigo anterior

Hamilton no topo: veja os salários dos pilotos da Fórmula 1 em 2020

Próximo artigo

F1: Mick Schumacher deve testar em Abu Dhabi com a Haas; entenda

F1: Mick Schumacher deve testar em Abu Dhabi com a Haas; entenda
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Adrian Newey , Christian Horner
Equipes Red Bull Racing
Autor Mike Mulder