Fórmula 1
02 jul
-
05 jul
Próximo evento em
26 dias
16 jul
-
19 jul
Próximo evento em
40 dias
27 ago
-
30 ago
Próximo evento em
82 dias
03 set
-
06 set
Próximo evento em
89 dias
R
GP de Singapura
17 set
-
20 set
Próximo evento em
103 dias
24 set
-
27 set
Próximo evento em
110 dias
08 out
-
11 out
Próximo evento em
124 dias
R
GP dos Estados Unidos
22 out
-
25 out
Próximo evento em
138 dias
29 out
-
01 nov
Próximo evento em
145 dias
12 nov
-
15 nov
Próximo evento em
159 dias
R
GP de Abu Dhabi
26 nov
-
29 nov
Próximo evento em
173 dias

Chefe da Red Bull nega ter suspeitado de combustível da Ferrari

compartilhar
comentários
Chefe da Red Bull nega ter suspeitado de combustível da Ferrari
Por:
Co-autor: Edd Straw
19 de abr de 2019 12:45

"A gasolina da Ferrari cheira a suco de toranja", disse Christian Horner antes do GP da China. Entretanto, ele crê que está tudo no regulamento

Chefe da Red Bull na Fórmula 1, Christian Horner negou a tese de que ele teria desconfiado do uso de combustível feito pela Ferrari. "Suspeitado é a palavra errada. Eles estão fazendo um bom trabalho, já que têm sido mais rápidos nas retas. Obviamente, o combustível faz parte desse desempenho", disse o britânico.

Antes do GP da China, o dirigente foi enigmático quando comentou sobre a gasolina do time de Maranello. À publicação Auto Motor und Sport, Horner disse: "O combustível da Ferrari cheira a suco de toranja". A fala foi interpretada como uma sugestão de que a equipe italiana e sua parceira de combustível Shell poderiam estar forçando os limites dos regulamentos. Horner, porém, garantiu que não tem dúvidas de que tudo é legítimo.

Leia também:


Para o dirigente, o desenvolvimento de combustível é um dos principais impulsionadores do desempenho. Por isso, sua fornecedora de motores, a Honda, está trabalhando junto à parceira ExxonMobil.

"A ExxonMobil está vendo alguns bons ganhos do nosso lado também, e eles estão trabalhando muito duro em parceria com a Honda. É uma área particular de interesse para o desenvolvimento, pois é mais livre e tem menos restrições, então definitivamente há desempenho disponível nessa área”, disse Horner.

Já a Shell mostrou a importância do desenvolvimento de combustível no início deste ano, quando revelou que seus produtos contribuíram para 21% dos ganhos de desempenho do motor da Ferrari em 2018.

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing, on the pit wall

Christian Horner, Team Principal, Red Bull Racing, on the pit wall

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

Próximo artigo
GALERIA: Saiba quem são os 107 vencedores da história da Fórmula 1

Artigo anterior

GALERIA: Saiba quem são os 107 vencedores da história da Fórmula 1

Próximo artigo

Ferrari: Alfa tem que adotar atualizações eletrônicas para evitar problemas

Ferrari: Alfa tem que adotar atualizações eletrônicas para evitar problemas
Carregar comentários