Como Hamilton ajudou seu irmão a superar o bullying que sofria por conta da deficiência

Nicolas Hamilton falou sobre um momento difícil que passou em sua infância, e como Lewis o ajudou a superar

Como Hamilton ajudou seu irmão a superar o bullying que sofria por conta da deficiência

Sete anos mais novo que seu meio-irmão Lewis Hamilton, Nicolas Hamilton nem sempre teve uma vida fácil, pois teve que lidar com a paralisia cerebral. Devido a essa deficiência, ele passou um bom tempo em uma cadeira de rodas, sofrendo bullying quando entrou na escola. Felizmente, ele contou com o apoio do agora heptacampeão mundial de Fórmula 1.

"Recorri ao meu irmão quando comecei a ter problemas", disse Nicolas em entrevista ao podcast In the Pink. "Eu disse: 'Lewis, o que posso fazer? Há crianças que riem de mim porque estou em uma cadeira de rodas'. Ele me respondeu: 'Apenas seja você mesmo. Se as pessoas zoam sua cadeira de rodas, por que você não a torna algo legal, fazendo coisas legais com ela?'".

Leia também:

"Ele me ensinou a fazer algumas manobras na cadeira de rodas. Quase virei um Tony Hawk. Comecei a pular degraus e tentar ser legal. Isso me ajudou a superar os problemas. Foi um momento que ajudou a formar meu caráter. Então fico feliz por ter superado isso".

Antes de conquistar o heptacampeonato, Hamilton elogiou as conquistas de seu irmão, tanto do ponto de vista esportivo, quando social.

Em suas observações antes do sétimo título mundial do piloto da Mercedes, Hamilton elogiou as conquistas de seu irmão, tanto do ponto de vista esportivo quanto social. Em 2011, quando tinha 19 anos, Nicolas iniciou sua trajetória no automobilismo e, desde então, já disputou diversas categorias, inclusive o BTCC, importante campeonato britânico de carros de turismo.

"Acho que ele não sabe o quão importante é para mim. Tenho muito orgulho dele. Quando vejo de onde ele vem, uma criança pobre e negra, que não tinha muitas oportunidades na vida, mas que cresceu e se tornou um dos atletas mais influentes do mundo, isso significa muito para mim. Ainda não consigo acreditar. Somos uma família normal".

"Lembro-me dos dias de kart, quando as crianças usavam o capacete de Michael Schumacher, Quando você perguntava o que elas queriam fazer quando cresciam, elas diziam que queriam ser o novo Michael Schumacher. Agora elas falam que querem ser o novo Lewis Hamilton. O automobilismo tem mais diversidade hoje e acho que devemos isso ao impacto de Lewis".

"Todo mundo sabe quem ele é. Ele não esconde o que pensa. Sim, ele passou por um período em que errava, mas agora é um pessoa com os pés no chão, tem mais respeito. Para ser honesto, tenho muito orgulho dele".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

F1 na BAND? O que esperar da COBERTURA da categoria na possível VOLTA à emissora:

PODCAST: Bottas reagirá na Mercedes? Como compará-lo a Barrichello, Webber e cia?

 

compartilhar
comentários
CEO da F1 se reunirá com pilotos para discutir suas posições como "embaixadores" do esporte

Artigo anterior

CEO da F1 se reunirá com pilotos para discutir suas posições como "embaixadores" do esporte

Próximo artigo

Ricciardo espera que F1 siga com manifestações antirracismo em 2021

Ricciardo espera que F1 siga com manifestações antirracismo em 2021
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton , Nicolas Hamilton
Autor Benjamin Vinel