Espanhol ex-F1 analisa 'fator grana' na ida de Alonso para Aston Martin

Segundo ex-piloto da categoria, bicampeão mundial trocou de equipe por causa do projeto do time de Silverstone; confira

Fernando Alonso, Alpine F1 Team

Ex-piloto de Arrows (1999 e 2000), Jaguar (2001 e 2002), McLaren (2005 e 2006), Sauber (2010 e 2011) e Hispania (2012) na Fórmula 1, o espanhol Pedro de la Rosa crê que seu compatriota Fernando Alonso não deixou a Alpine rumo à Aston Martin por causa de dinheiro.

Segundo de la Rosa, Alonso trocou de equipe por causa do projeto do time de Silverstone, que ambiciona brigar por títulos na F1 em cinco anos e está construindo uma nova fábrica, além de um novo túnel de vento.

O editor recomenda:

Entre outros motivos elencados para a ida de Alonso à Aston, na vaga do futuramente aposentado Sebastian Vettel, da Alemanha, destaca-se a diferença de tempo de contrato entre as propostas de Alpine (uma temporada, ou seja, 2023) e Aston, que ofereceu um vínculo plurianual ao espanhol.

De todo modo, de la Rosa reforça seu argumento. “A coisa mais importante para um piloto é entrar em um projeto vencedor, mais cedo ou mais tarde. O investimento e a ambição da Aston Martin mostram isso”, disse à rádio espanhola La Cadena SER.

Pedro de la Rosa

Pedro de la Rosa

“Como engenheiro, você irá para o melhor projeto, não para aquele que lhe paga melhor. Sua chegada significa atrair mais talentos para um projeto ambicioso", seguiu de la Rosa, destacando que a ida de Alonso para a Aston também deve gerar uma melhoria no staff da equipe.

O hoje comentarista teve a companhia do compatriota Raul Martin Santiago, aerodinamicista da Aston Martin, no programa de rádio. O integrante do time de Silverstone também falou sobre a escolha de Alonso.

"No final, Fernando não o dirá, mas mudou de plano porque este parece ser melhor. Eu realmente gosto deste casamento, está na direção certa. Lawrence Stroll é um empresário de sucesso", explicou ele.

“É um projeto de médio-longo prazo. Ele não vai chegar e começar a ganhar tudo, mas somos ambiciosos”, disse Santiago, que também revelou que Alonso era só um dos mencionados como possíveis substitutos de Vettel na estrutura da escuderia.

“Eles nos enviaram um e-mail pela manhã, pouco antes de [o anúncio de Alonso na Aston] sair na mídia. Internamente, falava-se de Mick Schumacher ou Nicholas Latifi. Eu não achava que Alonso viria. Achei que ele ficaria na Alpine. É difícil de acreditar, mas é a realidade”, acrescentou.

VÍDEO EXCLUSIVO: DRUGOVICH admite que é “MUITO DIFÍCIL” entrar na F1 como piloto oficial e revela PARCERIA

Podcast #189 - Quem tem mais a perder com confusão contratual? Alpine, Piastri, McLaren ou F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Schumacher fora da F1? Haas 'enrola' em meio a rumores de AlphaTauri
Próximo artigo ANÁLISE: Como a Red Bull ganhou tanto downforce no GP da Hungria de F1?

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil