F1: Aitken sugere ajuste na Eau Rouge para aumentar segurança da curva

Reserva da Williams, que sofreu grave acidente na icônica curva de Spa, já comunicou sua sugestão para representantes da FIA.

F1: Aitken sugere ajuste na Eau Rouge para aumentar segurança da curva

Jack Aitken, piloto reserva da Williams, crê que a curva Eau Rouge de Spa-Francorchamps seria mais segura se as barreiras na esquerda da pista fossem movidas para trás, aumentando a área de escape. O piloto britânico, que sofreu fraturas na clavícula e vértebra no circuito durante as 24 Horas de Spa, corrida válida pela GT World Challenge, já comunicou as suas ideias para os representantes da FIA. 

O acidente de Aitken, causado após ele rodar, bater nas barreiras e ser quicado de volta para  meio da pista e ser atingido por outros carros, reacendeu o debate sobre a segurança do trecho.

Leia também:

A seção da Eau Rouge-Raidillon foi também palco em 2019 do acidente fatal de Anthoine Hubert na Formula 2, que deixou também Juan Manuel Correa com lesões graves.

O circuito de Spa-Francorchamps já fez planos de aumentar diversas áreas de escape para trazer corridas de moto para a pista belga, incluindo o retorno do Mundial de Endurance de Moto em 2022 com as 24 Horas de Spa.

A atualização no circuito também trouxe caixas de brita para diversas curvas, incluindo a Raidillion. 

Aitken, que também fez parte do trágico acidente de 2019 na F2, acredita que o circuito já fez um bom trabalho na perigosa combinação de curvas, mas espera que a área de escape no lado esquerdo da Raidillon também seja parte da reforma.

"Obviamente é um assunto sensível porque tivemos vários acidentes nas últimas décadas, sempre foi um ponto perigoso", disse Aitken para o Motorsport.com. "Eu pensei sobre isso um pouco. Na minha opinião, acho que já fizeram um bom trabalho em algo que é uma curva rápida com uma saída cega."

"No lado direito é bem aberto no topo, eu não acho que tenham muitas grandes mudanças necessárias a serem feitas ali e vimos diversos carros nas 24 Horas que saíram pela direita, sem ter problema nenhum."

"O problema é com o tipo de batida que eu tive, quando você atinge a barreira da esquerda, a distância com o meio da Eau Rouge, quando você está subindo não tem espaço o suficiente na barreira esquerda. Você não tem tempo para frear."

"É também para o tipo de acidente que eu tive, quando você está corrigindo uma derrapada, o carro estava reto para mim. Mas eu sabia que não teria como eu escapar da barreira ou virar para longe dela, a área de escapa não é grande o bastante. Isso é uma das coisas, precisa sair maior"

Aitken acredita que áreas de escape maiores também previnem que os pilotos sejam jogados de volta para a pista e sejam atingidos por outros carros. Que foi justamente o que aconteceu com ele na corrida.

Entretanto, o piloto não está convencido que apenas adicionar brita sem aumentar a área de escape teria lhe ajudado.

"Por não ser grande o bastante, quando você bate ele absorve energia e te empurra para fora, bota você no meio da pista", explicou Aitken. "Eu já falei com algumas pessoas da FIA para ver se tem algo que eu possa fazer do lado dos pilotos para dar minha opinião, sei que não sou desenhista de circuito, eu não sei os desafios que envolvem colocar as coisas para o fundo naquela pista."

"Eu não acho que brita teria ajudado nessa ocasião porque pilotar entre 200 e 250km/h, talvez com 5 ou 10 metros de área de escape, não seja o bastante para frear e poderia ter deixado a situação pior já que a poeira deixaria a visão ainda pior."

"Falando com os pilotos atrás de mim que se envolveram na batida, essa foi um dos principais problemas. Eles sabiam que a batida era grande por causa dos detritos, mas a fumaça fez com que eles não soubessem onde eu estava. E com a subida, você não pode ver muito à frente. 

MAX WILSON vê colaboração "MARAVILHOSA" de BAND no automobilismo, com F1 "até no PROGRAMA DO NETO"

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Qual piloto merece uma segunda chance na F1?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: "Rubens não estava preparado", diz engenheiro da BrawnGP sobre 2009
Artigo anterior

F1: "Rubens não estava preparado", diz engenheiro da BrawnGP sobre 2009

Próximo artigo

F1: Williams fala de futuro de Latifi na equipe

F1: Williams fala de futuro de Latifi na equipe
Carregar comentários