F1: Alfa Romeo confirma Guanyu Zhou para 2022, o primeiro chinês na categoria

Piloto de 22 anos será companheiro de equipe de Valtteri Botas na próxima temporada

F1: Alfa Romeo confirma Guanyu Zhou para 2022, o primeiro chinês na categoria
Carregar reprodutor de áudio

Agora é oficial: Guanyu Zhou fará sua estreia na Fórmula 1 na temporada de 2022 pela Alfa Romeo Racing, ao lado de Valtteri Bottas. A negociação entre as duas partes, iniciada no início do verão europeu, foi congelada devido à proposta de compra da equipe por Michael Andretti.

Com a negociação frustrada, reapareceu a candidatura de Zhou que, como era de se esperar, acordou com a Alfa Romeo Racing por uma temporada, depois de se livrar dos laços contratuais com a Alpine, à qual permanecerá vinculado como piloto júnior até o final da atual temporada da Fórmula 2.

Leia também:
 

Aos 22 anos, Zhou completou um caminho de crescimento que começou na Itália em 2015, com a participação no campeonato nacional de Fórmula 4 e ingresso na Ferrari Driver Academy.

Depois de terminar sua temporada de estreia em segundo lugar, ele partiu para a Fórmula 3 Europeia, completando sua melhor temporada em 2018, com duas vitórias. O passo seguinte na Fórmula 2 (coincidindo com a saída da FDA e a entrada na Alpine-Renault) foi então o trampolim para resultados mais abrangentes, até a segunda posição que ocupa a duas etapas do final no campeonato de Fórmula 2.

“Desde que dei os primeiros passos neste esporte sempre sonhei em chegar o mais alto possível - comentou Zhou - e agora o sonho se tornou realidade. É um privilégio ter a oportunidade de começar minha carreira na Fórmula 1 com uma equipe icônica como a Alfa Romeo Racing, um time que ao longo de sua história trouxe muitos jovens talentosos.”

“Sei que me terei um desafio muito exigente, mas penso que estou preparado e poderei contar com a presença na equipe de um piloto de topo como Valtteri Bottas. Agradeço à equipa Alfa Romeo para essa oportunidade, o objetivo será aprender o máximo possível e o mais rápido possível.”

“Estou ciente do que significa ser o primeiro piloto chinês a ter a oportunidade de correr na Fórmula 1, é um momento importante para todo o movimento do automobilismo no meu país. Haverá muitas esperanças e expectativas, e neste aspecto vai me ajudar a aumentar ainda mais a minha motivação para realizar mais e mais.”

A estreia do primeiro piloto chinês tem um valor importante para a Fórmula 1, e vai abrir as portas a um mercado financeiro (até agora abordado apenas com o GP da China) nunca explorado com o potencial interesse que capta ter um piloto no grid, um bônus que a Alfa Romeo Racing e toda a Fórmula 1 tentarão aproveitar ao máximo.

Para a Itália, entretanto, as notícias são ruins. Depois de três temporadas em que Antonio Giovinazzi foi o único representante do país, em 2022 a Itália voltará a não ter representante no grid da F1.

F1 2021: HAMILTON bate VERSTAPPEN após largar em 1º e MERCEDES exibe FORÇA contra RED BULL em SP | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #145 - TELEMETRIA: Rico Penteado analisa fim de semana em Interlagos

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

compartilhar
comentários
RETA FINAL: Aula de Hamilton no Brasil faz jogo virar pró-Mercedes? A Red Bull errou com Verstappen?
Artigo anterior

RETA FINAL: Aula de Hamilton no Brasil faz jogo virar pró-Mercedes? A Red Bull errou com Verstappen?

Próximo artigo

F1: Com Zhou na Alfa Romeo, grid de 2022 está completo; confira

F1: Com Zhou na Alfa Romeo, grid de 2022 está completo; confira
Carregar comentários