F1 - Alonso diz que pódios com Ferrari não eram respeitados: "Coletivas eram como um velório"

De acordo com o bicampeão, quando ele terminava em segundo, a primeira pergunta que ouvia de jornalistas era "quando você vai vencer?"

F1 - Alonso diz que pódios com Ferrari não eram respeitados: "Coletivas eram como um velório"

Apesar de dizer que ficou feliz ao ver Carlos Sainz conquistando seu primeiro pódio com a Ferrari na Fórmula 1, Fernando Alonso fez uma análise sobre a reação dos fãs e jornalistas sobre seus pódios com a equipe italiana. Segundo o bicampeão, quando ele era o segundo, havia uma atmosfera de "funeral", sentindo que os resultados não recebiam o devido respeito.

No domingo, Sainz igualou o melhor resultado de sua carreira na F1, terminando em segundo no GP de Mônaco, em seu primeiro pódio com a Ferrari.

Leia também:

Sainz é o primeiro espanhol a conquistar um pódio com a Ferrari desde Alonso, que correu pela equipe entre 2010 e 2014, chegando próximo de conquistar o título em 2010 e 2012.

Alonso é um grande defensor de Sainz, classificando o piloto como o melhor jovem talento espanhol no esporte em anos, e disse que ficou "muito, muito feliz" ao ver o bom resultado do compatriota.

Mas Alonso também refletiu sobre a reação que ele enfrentava após seus segundos lugares com a Ferrari em anos anteriores.

"Eu lembro que, há cinco, seis anos, quando eu fazia nove, dez pódios por temporada, o segundo lugar, era como um velório após [a corrida] nas coletivas de imprensa. As pessoas ficavam perguntando 'quando você vai vencer?'".

"E agora, quando vejo que tenho 97 pódios, acho que especialmente os pódios nesse período não foram tratados com respeito, olhando agora".

A última vitória de Alonso com a Ferrari veio no GP da Espanha de 2013, conquistando mais oito pódios depois disso. Seu último top 3 veio no GP da Hungria de 2014, sendo não apenas seu último pódio com a Ferrari mas seu último pódio no geral até aqui.

Sainz se juntou à Ferrari nesta temporada, substituindo o tetracampeão Sebastian Vettel, e foi o segundo em todas as sessões exceto a classificação em Mônaco, continuando seu bom início com a equipe italiana.

"Estou muito, muito feliz por Carlos", acrescentou Alonso. "Falei com ele no grid, durante o hino. Ele já estava no pódio naquele momento, porque largaria em terceiro após os problemas de Leclerc".

"Com os problemas de Bottas, foi ainda melhor. Então é um ótimo início de campeonato para ele. Com sorte o veremos vencendo logo. Mas sabemos que em um circuito normal, Mercedes e Red Bull ainda estarão na frente".

"Ele teve uma oportunidade e soube aproveitar. Então, ótimo".

RETA FINAL: Clima esquenta entre Hamilton, Verstappen e RBR após Mônaco; veja debate

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: O GP de Mônaco ainda é o ponto alto da F1?

 

compartilhar
comentários
F1: Entenda como Vettel conseguiu se redimir em Mônaco

Artigo anterior

F1: Entenda como Vettel conseguiu se redimir em Mônaco

Próximo artigo

F1 - Hamilton: Fraquezas da Mercedes em Mônaco podem ser pontos fortes em outras pistas

F1 - Hamilton: Fraquezas da Mercedes em Mônaco podem ser pontos fortes em outras pistas
Carregar comentários