F1: Alonso diz que seu 100% ainda não é suficiente para bater um “impressionante” Ocon

Espanhol lembrou de outros pilotos da Renault para falar que adaptação ao carro da equipe francesa tende a ser mais demorado em comparação com rivais

F1: Alonso diz que seu 100% ainda não é suficiente para bater um “impressionante” Ocon

De volta após dois anos fora, Fernando Alonso ainda está se adaptando à Fórmula 1 e foi superado em três das quatro corridas por seu companheiro de equipe, Esteban Ocon, mas nada que o preocupe muito, lembrando de outros pilotos que demoraram a se adaptar à equipe francesa.

Mas, embora Ocon esteja mais adaptado, depois de uma temporada desafiadora em 2020 com a Renault, Alonso ainda tem muitos elogios ao trabalho que seu companheiro está fazendo.

Leia também:

"Acho que ele é bom e estamos vendo isso", disse o bicampeão sobre Ocon. “Ele está em muito boa forma e, neste momento, totalmente integrado com a equipe.”

“Ele subiu no pódio ano passado no Bahrein, na última parte do campeonato, e agora, vem apresentando finais de semana perfeitos. Então isso é muito bom.”

"É impressionante o que ele está conseguindo agora. Estou dando 100% e, obviamente, isso não é suficiente para estar nesse nível no momento, então preciso continuar melhorando."

No entanto, Alonso pensa que não surpreende o fato de que Ocon tenha a vantagem no momento, porque a história recente da equipe Alpine está cheia de exemplos de que os pilotos demoram a se adaptar.

"De certa forma, conversamos sobre isso e já prevíamos um pouco", acrescentou o espanhol. “Quando Carlos Sainz se juntou à Renault, ele não era tão rápido quanto Nico Hulkenberg.”

“Lembro-me das primeiras duas corridas, Daniel Ricciardo foi indiscutivelmente mais lento do que Nico em 2019, e ele foi muito bom em 2020, seu segundo ano.”

“Esteban estava lutando no ano passado com o Daniel, e está bem no segundo ano. Então parece que é uma equipe um pouco diferente das outras e você precisa de uma adaptação.”

"Tento fazer isso o mais rápido que posso, mas não estou muito preocupado. Vai acontecer muito em breve, se não já, porque em Imola cruzamos a linha juntos, e em Portimão também."

Embora Alpine tenha tido uma corrida difícil no GP da Espanha, depois de uma qualificação muito boa, Alonso acha que a equipe deixou Barcelona com motivos para estar satisfeita.

"O fim de semana em geral foi muito positivo", disse ele. “Em Portimão éramos competitivos, mas não sabíamos se era só em Portimão, por conta de suas características.”

"Mas em Barcelona, ​​fomos competitivos de novo. Agora, vamos esperar algumas corridas, mas acho que podemos ser a quinta equipe atrás da Ferrari e da McLaren. E esta é uma boa notícia, porque nas duas primeiras corridas, foi mais difícil estar no Q3.”

“Ainda há muito trabalho a fazer, em termos de estratégia também, no entendimento do pneu etc. Mas não é que aqui tenha sido uma surpresa, o pneu. Foi um risco que corremos porque queríamos marcar pontos. Portanto, não foi uma surpresa total o que tivemos sobre os pneus."

F1 2021: MERCEDES identifica PONTO FRACO da RED BULL; saiba qual

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: A F1 deveria acabar com os limites de pista?

 

compartilhar
comentários
F1 incentiva equipes a olharem para pilotos americanos
Artigo anterior

F1 incentiva equipes a olharem para pilotos americanos

Próximo artigo

Podcast #104 – Mercedes X Red Bull já pode ser considerada uma das maiores rivalidades da F1?

Podcast #104 – Mercedes X Red Bull já pode ser considerada uma das maiores rivalidades da F1?
Carregar comentários