F1- Alonso lamenta má sorte em 2022: "É doloroso"

Piloto da Alpine foi forçado a abandonar o GP da Emilia Romagna depois de apenas cinco voltas

F1- Alonso lamenta má sorte em 2022: "É doloroso"
Carregar reprodutor de áudio

Fernando Alonso classificou sua má sorte no início da temporada 2022 da Fórmula 1 de “dolorosa” depois de sofrer seu segundo abandono em quatro corridas no domingo.

Alonso foi forçado a abandonar do GP da Emilia Romagna, em Ímola, depois de apenas cinco voltas, tendo sofrido danos no assoalho e no sidepod de sua Alpine após contato com Mick Schumacher na primeira volta.

Leia também:

A Alpine chamou Alonso para os boxes quando parte do sidepod do lado direito de seu carro se soltou na reta principal, encerrando suas esperanças de marcar pontos no fim de semana de Ímola.

Isso aconteceu depois de Alonso não conseguir marcar nenhum ponto na Austrália devido a um problema hidráulico no Q3.

O bicampeão mundial tem apenas dois pontos após quatro etapas, enquanto seu companheiro de equipe, Esteban Ocon, tem 20.

“Prefiro terminar a temporada melhor do que começar bem e depois terminar mal”, disse Alonso após abandonar a corrida.

“Então, se você quiser escolher um caminho, é [fazer] o contrário e terminar com um desempenho melhor."

“Mas, ao mesmo tempo, quando você vê as corridas na TV, e eu tenho visto muitas no momento, e ter apenas dois pontos no campeonato, enquanto eu deveria ter talvez 25 ou 30, é doloroso."

Alonso sentiu que houve “muitos momentos de azar” para ele até agora nesta temporada, chamando Ímola de “outro exemplo”. Mas ele se animou com sua reviravolta em 2021 após um começo difícil.

“Lembro-me do ano passado, depois de Ímola, eu tinha apenas um ponto e a temporada foi um pouco difícil naquele momento”, disse ele.

“Então acabamos no topo do campeonato e bastante competitivos. Então vamos ver se este ano podemos fazer o mesmo.”

O contato com Schumacher danificou o assoalho atualizado que a Alpine levou para Ímola, deixando Alonso sem saber se poderia ser consertado para a próxima corrida em Miami.

“Todo mundo vai concordar que tivemos muito azar”, disse Alonso.

“Temos alguns problemas de confiabilidade, tivemos esse problema na classificação na Austrália. Hoje todos se tocaram na largada e nada aconteceu, seus carros parecem inquebráveis."

“Mas nosso carro, é apenas um pequeno 'toque' de Mick e está completamente destruído. Não sei nem se esse assoalho será utilizado em Miami."

“Há muitas consequências fora de nossas mãos, não por nossos próprios erros, apenas por causa de outra pessoa ou algo, [e] isso é bastante doloroso", concluiu.

VÍDEO: Rosberg critica Hamilton após resultado em Ímola

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #175 - Como explicar desempenho constrangedor de Hamilton em Ímola?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
ANÁLISE: Veja a ideia da Aston Martin copiada pela Ferrari e Red Bull na F1
Artigo anterior

ANÁLISE: Veja a ideia da Aston Martin copiada pela Ferrari e Red Bull na F1

Próximo artigo

F1: Brawn revela que há "solução chegando" para aperto das equipes com teto orçamentário

F1: Brawn revela que há "solução chegando" para aperto das equipes com teto orçamentário