F1 - Alpine: não há problemas em contratar Ricciardo novamente

"Se você olha para Fernando, por exemplo, ele vai e vem [das equipes], acho que isso acontece com outros pilotos também. Não sei se é uma questão"; confira

F1 - Alpine: não há problemas em contratar Ricciardo novamente
Carregar reprodutor de áudio

Em meio à polêmica envolvendo a contratação do australiano Oscar Piastri pela Alpine para a Fórmula 1 2023, o chefe da equipe, Otmar Szafnauer, afirmou que o time francês não vê problemas em recontratar o australiano Daniel Ricciardo, que deixou a escuderia rumo à McLaren em 2021.

Ricciardo, aliás, é um dos personagens 'colaterais' da 'treta' entre Alpine e Piastri, uma vez que se especula que o jovem de 21 anos negou a Alpine pois tem um pré-contrato com a McLaren, na qual substituiria justamente seu veterano compatriota.

O editor recomenda:

Daniel correu pela Alpine, que na época ainda era Renault, entre 2019 e 2020, após deixar a Red Bull. Agora, caso a equipe da França realmente fique sem Piastri, Ricciardo é especulado como opção do time azul, em um 'troca-troca' não necessariamente intencional entre a escuderia e a McLaren.

Tudo vem após o espanhol Fernando Alonso anunciar nesta segunda-feira que substituirá o futuramente aposentado Sebastian Vettel, da Alemanha, na Aston Martin em 2023, de modo que a Alpine optou por promover Piastri, hoje seu reserva.

Inicialmente, porém, o plano da antiga Renault era renovar com Alonso apenas para 2023, emprestar Piastri para a Williams e 'promovê-lo' em 2024, quando planejava alocar o espanhol em seu programa no WEC.

Até por isso, o staff de Piastri, principalmente seu empresário Mark Webber, australiano ex-F1 com passagem destacada pela Red Bull, começou a procurar opções, uma vez que buscava uma vaga melhor para o australiano no grid da F1 2023.

Foi aí que surgiu a opção da McLaren, descontente com o desempenho de Ricciardo, que sofre com problemas de adaptação à equipe desde sua temporada inaugural pelo time de Woking, em 2021. Entretanto, com a aposentadoria de Vettel, Alonso conseguiu um contrato multianual com a Aston.

Daniel Ricciardo, McLaren

Daniel Ricciardo, McLaren

Photo by: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Segundo a Alpine, o bicampeão mundial não avisara a equipe da negociação com a escuderia de Silverstone, de modo que Szafnauer foi pego de surpresa com o anúncio do espanhol na Aston para 2023. Aí, então, o chefe de equipe recorreu a Piastri, confirmando-o como titular no ano que vem.

Entretanto, o jovem de 21 anos negou veementemente o vínculo com a Alpine para 2023 e disse categoricamente que não correrá pela equipe na próxima temporada, deixando implícito um pré-contrato com a McLaren, que não se manifestou até o momento.

De todo modo, sabe-se que o contrato de Piastri com a Alpine pressupõe 5000 km de Oscar com F1s antigos da equipe, além da participação em treinos livres em 2022 e da garantia de um assento titular em 2023. A questão agora é a data de expiração do vínculo -- alguns especulam 31 de julho.

Portanto, o ponto chave neste momento é se tal contrato 'expirou' -- o australiano ainda não correu nenhum treino livre em 2022 e Alonso só anunciou que substituiria Vettel na Aston Martin em 1º de agosto. A data relativa ao espanhol é importante, uma vez que o bicampeão mundial não informara a Alpine da negociação com a rival e que o time francês soube da movimentação através da imprensa.

Por isso, é possível que a Alpine tenha falhado em duas frentes, tanto com Alonso quanto com Piastri. Nesta ponta, o staff do australiano, que era especulado como potencial piloto da Williams em 2023 mediante empréstimo, tentou viabilizar a ida para McLaren, já que apostava no 'fico' de Nando.

O fato é que a questão entre Piastri e Alpine pode ser judicializada, mas agora o próprio Ricciardo é especulado em sua antiga equipe. Questionado sobro o assunto após a confirmação da ida de Alonso para a Aston e antes de anunciar Oscar como titular, Szafnauer falou sobre Daniel.

"Se você olha para Fernando, por exemplo, ele vai e vem [das equipes], acho que isso acontece com outros pilotos também. Não sei é se uma questão. Acho que temos de focar nos planos para as próximas 89 ou 88 corridas", disse Szafnauer, referindo-se à ambição de brigar na frente em 100 GPs.

Falando antes da manifestação de Piastri nas redes sociais, Szafnauer também insistiu que a Alpine poderia trabalhar com o jovem caso ele seja confirmado na vaga, apesar do dano potencial causado ao relacionamento pela tentativa de Oscar de se mudar para a McLaren.

Szafnauer comparou a situação com a da BAR quando o britânico Jenson Button parecia estar indo para a Williams em 2005, mas acabou ficando com a equipe de Brackley após uma batalha legal na F1.

“Já estou há tempo suficiente na F1 e vi esse tipo de coisa realmente acontecer. Quando Jenson assinou com a Williams e acabou ficando na BAR, se você se lembra, não havia absolutamente nenhum problema. Quer dizer, eu sei que Oscar é diferente de Jenson. Espero que não tenhamos que seguir esse caminho, de qualquer maneira. Mas seu pensamento era: 'Oh, um piloto quer ir para outro lugar'. Mas espero que não seja o caso."

“Não foi absolutamente nenhum problema. Jenson na época fez um trabalho estelar na BAR e nunca acabou na Williams", completou Szafnauer, que, no fim, viu Piastri precipitar uma situação complicada para a Alpine.

Programa do Motorsport.com repercute GP da Hungria de F1 e Alonso na Aston Martin

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #187 – Marko está certo ao colocar Verstappen como “a maior história de sucesso da Red Bull”?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Alpine reitera que conta com Piastri para 2023 após piloto negar que correrá pela equipe
Artigo anterior

F1: Alpine reitera que conta com Piastri para 2023 após piloto negar que correrá pela equipe

Próximo artigo

F1: Massa analisa saída de Alonso da Alpine e ida para Aston Martin

F1: Massa analisa saída de Alonso da Alpine e ida para Aston Martin