F1: Alpine terá nova asa traseira no GP da Espanha

Além de melhorias aerodinâmicas, time francês trabalha para reduzir peso dos carros de Fernando Alonso e Esteban Ocon

F1: Alpine terá nova asa traseira no GP da Espanha
Carregar reprodutor de áudio

A Alpine mostrou um ritmo interessante no início da temporada de 2022, mas os problemas de confiabilidade e a má sorte fizeram com que o time perdesse muitas oportunidades de marcar pontos. A equipe, porém, está confiante de que o novo pacote de atualizações poderá fazer com que eles possam andar constantemente na frente do pelotão intermediário.

Com muitas equipes levando novidades para a Espanha, o chefe da Alpine, Otmar Szafnauer, revelou que a maior parte das evoluções no A522 está na traseira do carro.

Leia também:

“Nós teremos uma nova asa traseira na Espanha. Para os dois carros, devemos ser mais eficientes do que na última vez em que corremos lá, com um pouco mais de desempenho”, declarou o dirigente.

A Alpine tem sido bastante inovadora no conceito sobre a asa traseira nessa temporada, retornando em Miami ao design que fora utilizado no GP da Arábia Saudita. De fato, essa solução poderá atrair a atenção de alguns de seus rivais, pois inverte uma tendência de design que tem sido utilizada há muitos anos.

A asa apresenta uma estrutura que foi adicionada na parte superior traseira da peça. Normalmente, as equipes utilizam de um recorte para interromper o vórtice que é gerado à medida em que o grau de variação da pressão colide na junção final da asa e nas aletas.  Porém, o conhecimento convencional pode ser deixado de lado, caso o papel que o novo design na junção ao final da asa seja alterar esse o vórtice.

Além do progresso aerodinâmico, a Alpine trabalha forte na redução de peso, tema sensível a todas as equipes em 2022. O diretor-esportivo da equipe, Alan Permane, disse que o time obteve grandes melhorias nessa frente, já introduzidas em Ímola, mas ainda não finalizaram seus progressos na área.

“Nós conseguimos um pouco, mas ainda tem mais por vir. Temos feitos bons avanços, mas ainda estamos com bastante peso lateral”, destacou. “Não é tão ruim quanto alguns, mas nem tão bom quanto os outros. Ouvi que alguns carros estão abaixo ou no limite de peso. Nós estamos um pouco acima, mas temos feitos melhorias constantes desde a primeira corrida e seguimos melhorando”, finalizou.

VÍDEO: A guerra de atualizações de Red Bull e Ferrari no GP da Espanha

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST #178: Será o fim da linha para Vettel e Alonso na F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

compartilhar
comentários
F1 - Wolff: “Parece que Russell está conosco desde sempre”
Artigo anterior

F1 - Wolff: “Parece que Russell está conosco desde sempre”

Próximo artigo

F1: Horner aponta favoritismo da Ferrari em Barcelona

F1: Horner aponta favoritismo da Ferrari em Barcelona