Últimas notícias
Fórmula 1 GP da Arábia Saudita

F1: Aston Martin pronta para mudar configuração de asa e desafiar Red Bull

Equipe de Silverstone chega em Melbourne focada em avaliar e tentar diminuir a imensa vantagem de velocidade máxima do esquadrão de Milton Keynes

Sergio Perez, Red Bull Racing RB19, Fernando Alonso, Aston Martin AMR23

Embora a Aston Martin tenha provado ser uma adversária próxima da Red Bull nos dois primeiros GPs da temporada 2023 da Fórmula 1, também ficou claro que há grandes diferenças no desempenho entre os carros das duas equipes. 

Leia também:

Mesmo o AMR23 tendo pontos fortes claros na frenagem, aceleração e curvas de baixa velocidade, também é perceptível o quanto ele está cedendo ao RB19 nas retas. Na armadilha de velocidade da Arábia Saudita na classificação, Fernando Alonso foi cerca de 10 km/h mais lento que o pole position Sergio Pérez – e foi um dos mais lentos na reta de largada e chegada.

A Aston Martin acredita que a grande diferença entre os dois carros se deve à escolha dos níveis das asas, com o time de Milton Keynes tendo sido agressivo no início da temporada ao lançar uma especificação de downforce/arrasto mais baixa do que a oposição para a Arábia Saudita, e isso provou ser especialmente benéfico quando o DRS está aberto.

Por outro lado, a equipe de Silverstone se comprometeu com uma asa de especificação de downforce mais alta porque o limite de custo significava que não poderia introduzir uma versão de arrasto mais baixa nesta fase do ano. No entanto, tendo observado as características do carro nas duas primeiras corridas, a Aston Martin diz que reavaliará seus planos após a corrida deste fim de semana em Melbourne para descobrir se precisa mudar de abordagem.

O diretor de desempenho da equipe, Tom McCullough, explicou: “Nós meio que dissemos, vamos passar pelas três primeiras corridas e depois pensar no futuro, se precisamos mudar o que já está em nosso plano no momento. Não consigo enfatizar o suficiente sobre o limite de custo. É muito fácil sentar e dizer: 'Farei sete ou oito asas traseiras diferentes para serem globalmente otimizadas para qualificação com DRS e corridas. Mas fazer isso é bastante difícil quando você está em um ambiente de limite de custo.”

Lance Stroll, Aston Martin AMR23

Lance Stroll, Aston Martin AMR23

Photo by: Andy Hone / Motorsport Images

McCullough explicou que, enquanto no Bahrein houve algumas escolhas de configuração para adicionar downforce para melhorar o gerenciamento de pneus, na Arábia Saudita era óbvio que a diferença entre sua equipe e a Red Bull era sobre a filosofia geral da asa.

“Na classificação, com certeza, a Red Bull é muito forte com o DRS”, disse ele. “Acho que, em uma situação de corrida, viemos de um limite de custo de coisas que você não pode ter todas as asas que deseja em todas as pistas. Então, meio que priorizamos o que achamos que era a coisa certa a fazer. Sabíamos [na Arábia Saudita] que a asa que projetamos e fabricamos não seria tão rápida em linha reta quanto queríamos. Mas temos que equilibrar em 23 corridas a quantidade de asas que estamos tentando fazer.”

McCullough disse que, embora a Aston Martin tenha sido impulsionada no início da temporada, também não estava recuando na esperança de diminuir a vantagem que a Red Bull tem atualmente.

“Nosso objetivo é desenvolver o máximo possível este carro e chegar o mais próximo deles”, disse. “Mas eles não vão ficar parados. Eles têm uma boa margem, especialmente em uma volta. Com Ferrari e Mercedes, será muito difícil manter a taxa de desenvolvimento com essas equipes este ano, não importa a Red Bull. Mas estamos sentados aqui semana após semana, tentando o nosso melhor."

Giaffone opina: Max Verstappen não quer ter amigos e lembra Fernando Alonso, Red Bull vai 'liberar' Pérez. E Hamilton?

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Treinos que valem pontos? F1 vai 'longe demais' com entretenimento?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Aston Martin confirma que Vettel era opção para o Bahrein e revela "parabéns" de Sebastian
Próximo artigo F1: Por que domínio da Red Bull não se resume apenas à aerodinâmica

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil