Fórmula 1 GP da Áustria

F1: Binotto não viu últimas voltas da Áustria devido ao nervosismo com problemas de Leclerc

Chefe da Ferrari revelou que ansiedade com falha em acelerador de monegasco o fez desistir de acompanhar últimos três giros

O chefe da Ferrari, Mattia Binotto, revelou que parou de assistir às últimas voltas do GP da Áustria de Fórmula 1 porque estava muito nervoso com os problemas de aceleração de Charles Leclerc.

Leclerc parecia pronto liderar uma dobradinha da Ferrari no Red Bull Ring no domingo, antes que os eventos fossem rapidamente invertidos no final da corrida.

Leia também:

O companheiro de equipe do monegasco, Carlos Sainz, estava prestes a ultrapassar o segundo colocado Max Verstappen na volta 57 quando seu motor falhou repentinamente, colocando-o fora da corrida.

Então, após um período de dafety car virtual para recuperar o carro danificado pelo fogo de Sainz, Leclerc começou a reclamar de problemas no acelerador – com o pedal travando nas curvas.

A Ferrari já viu vitórias escaparem nesta temporada quando Leclerc abandonou da liderança com problemas no motor na Espanha e no Azerbaijão, e havia preocupações claras sobre novos problemas.

A situação era tão preocupante, que Binotto não conseguiu acompanhar a ação da pista enquanto as voltas finais passavam.

Questionado pelo Motorsport.com sobre o que estava passando por sua cabeça nos estágios finais em meio às preocupações com a confiabilidade, Binotto disse: “Tenho que admitir que estava muito nervoso. Desapontado também pelo que aconteceu com Carlos.

“Mas tão nervoso que parei de assistir a corrida nas últimas três voltas.”

A Ferrari suspeita que o problema de aceleração de Leclerc foi desencadeado por alguma forma de falha mecânica, mas uma investigação completa só ocorreria em Maranello esta semana.

Binotto também avalia que a explosão do motor de Sainz provavelmente foi uma repetição do mesmo problema de Leclerc em Baku.

“Obviamente, precisamos olhar para o que aconteceu hoje”, disse ele. “É o mesmo que já tivemos em Baku com Charles? Muito provável.

“É certamente uma preocupação, mas o pessoal de Maranello está trabalhando muito para tentar consertar as coisas. Obviamente, olhando para o que aconteceu com Carlos, ainda não foi resolvido.

“Mas temos novos elementos e sei o quão forte eles estão trabalhando e quão bons eles são. Posso contar com eles que isso será resolvido muito em breve, e espero que o mais rápido possível.”

PÓDIO: Leclerc DERROTA Max na casa da RBR; Sainz tem carro em CHAMAS e Hamilton se recupera

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #185 - Ainda há quem resista ao halo após mais duas vidas salvas?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Ex-chefão da F1, Ecclestone é acusado de fraude por sonegar mais de R$2,5 bilhões
Próximo artigo F1 - Verstappen: Carro da Red Bull ainda está "um pouco pesado" para classificação

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil