F1- Confusão da Ferrari na Austrália: entenda o que aconteceu

Erros privaram a equipe de Maranello de apresentar um bom desempenho na classificação em Melbourne

Carlos Sainz, Ferrari SF-23, Charles Leclerc, Ferrari SF-23, leave the garage

Mark Sutton / Motorsport Images

A Scuderia Ferrari decepcionou na classificação para o GP da Austrália da Fórmula 1 em Melbourne.  No Q3, alguns erros privaram a equipe de Maranello de um melhor resultado. 

Com o abandono do piloto da Red Bull, Sergio Pérez, havia uma possibilidade da Ferrari arrebatar melhores posições de largada para o GP da Austrália deste domingo. 

Mas, ao final da sessão classificatória em Melbourne, na Austrália, a scuderia conseguiu garantir apenas um quinto lugar, de Carlos Sainz, e sétimo, de Charles Leclerc. 

Leia também:

Em entrevista após a classificação, os pilotos falaram de uma oportunidade perdida para terminar entre os três primeiros. 

Para complicar a tarde da Scuderia, houve a ameaça de chuva a cinco minutos do final do Q3, quando os pilotos estavam nos boxes para calçar o último conjunto de macios. Os pilotos foram informados pela equipe para iniciar após apenas uma volta de aquecimento. Leclerc obedeceu, começando a forçar no final da volta de saída, mas não foi o ideal em termos de gerenciamento de pneus. Além disso, o monegasco encontrou Sainz no primeiro setor em ritmo reduzido, tendo decidido por iniciativa própria completar uma segunda volta de aquecimento.

A decisão do espanhol de fazer uma segunda volta de aquecimento obrigou-o a desacelerar em alguns pontos da pista para dar lugar aos que vinham atrás dele, o que fez com que a temperatura dos pneus caísse. “Quando saí, perdi alguns décimos no primeiro setor - confirmou Carlos - e isso me custou um lugar no top-3. Disseram-me que atrás de mim havia pilotos que terminaram na volta rápida, mas isso foi só para alguns, e a desaceleração me custou uma queda na temperatura dos pneus”.

Carlos Sainz, Ferrari SF-23

Carlos Sainz, Ferrari SF-23

Photo by: Lionel Ng / Motorsport Images

Leclerc então fez uma autocrítica. “Quando você chega ao Q3, tem que juntar tudo já na primeira volta - explicou Charles - então, é claro, poderíamos ter feito melhor com uma melhor comunicação, mas não fiz um bom trabalho. Não estou particularmente feliz com a forma como guiei, a sensação no carro foi muito boa, mas juntei tudo tarde demais”.

Sainz comentou sobre o que espera da corrida de domingo. “Posso confirmar que me sinto à vontade – confirmou Sainz – acho que fizemos um bom progresso em termos de sensação com o carro, fazendo muitas mudanças de configuração. O objetivo é melhorar a situação, principalmente tendo em vista a corrida, então vamos esperar para amanhã”.

GIAFFONE opina: Verstappen não quer ter amigos e lembra Alonso, RBR vai 'liberar' Pérez

Treinos que valem pontos? F1 vai 'longe demais' com entretenimento?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1 - VÍDEO: Onboard da volta da pole position de Verstappen na Austrália
Próximo artigo F1: Mercedes exagera suas dificuldades, diz Alonso

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil