F1: Ferrari aprova novo motor e quer colocá-lo no carro de Sainz o quanto antes

Mas Mattia Binotto se negou a quantificar a melhora na performance trazida pelo novo motor, usado por Leclerc em Sochi

F1: Ferrari aprova novo motor e quer colocá-lo no carro de Sainz o quanto antes

No último final de semana, Charles Leclerc estreou a tão aguardada evolução do motor da Ferrari durante o GP da Rússia de Fórmula 1, que deve ser uma base para o modelo que será usado em 2022. E a equipe italiana fez uma avaliação inicial da unidade de potência, aprovando o que foi visto e assegurando que Carlos Sainz receberá a novidade o quanto antes.

Devido à troca do motor, o monegasco se viu forçado a largar do fundo do grid, já que era sua quarta unidade de potência do ano. Mas Leclerc conseguiu fazer uma boa corrida com pista seca, se colocando na luta por pontos até a chegada da chuva, terminando apenas em 15º.

Leia também:

Depois da prova em que Carlos Sainz, com motor antigo, conquistou seu terceiro pódio como piloto da Ferrari, o chefe da equipe italiana fez sua primeira análise do rendimento da nova unidade de potência.

"O motor funcionou bem, como esperávamos", disse Mattia Binotto à Sky Sports Itália. "Charles também teve uma boa contribuição. Não esperávamos que ele somasse tantos pontos já que sairia do fundo".

"Há uma diferença entre ambas as unidades de potência, e Sainz teria feito ainda melhor com a nova".

"O mais rápido possível, também colocaremos o novo motor em seu carro. Estamos muito felizes com a performance de Sainz, orgulhoso do que ele representa: experiência e velocidade. Também está ajudando Leclerc. Ter os dois ajuda ambos a crescer".

Em Maranello, a equipe ainda se segura em relação a quantificar uma melhora no rendimento com a versão atualizada do sistema híbrido.

"Não, prefiro não quantificar. Acredito que seja um tema de confidencialidade. É um passo adiante em termos de rendimento. O mais importante para nós é que, sem dúvidas, demos um passo adiante com essa nova tecnologia".

"Sem dúvidas, nos ajudará de cara em 2022 em termos de experiência que podemos somar até lá. Mas agora estou feliz com o fato de Charles tê-lo. Ele seguirá usando pelo resto da temporada, para que seja, de alguma maneira, um passo adiante".

Após Sochi, a Ferrari se manteve em quarto na classificação do Mundial de Construtores, a apenas 17,5 pontos da McLaren, com a qual protagoniza uma intensa disputa pela terceira posição.

RETA FINAL: Tom entre Mercedes e Red Bull ainda mais agressivo, McLaren perdida e 100 vezes Hamilton

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #133: O que poderia ser melhorado no documentário sobre Schumacher?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: McLaren acredita que decepção da Rússia tornará Norris mais forte
Artigo anterior

F1: McLaren acredita que decepção da Rússia tornará Norris mais forte

Próximo artigo

McLaren avaliará Pato O'Ward nos testes de Abu Dhabi da Fórmula 1

McLaren avaliará Pato O'Ward nos testes de Abu Dhabi da Fórmula 1
Carregar comentários