F1: Ferrari deve guardar primeiras atualizações do F1-75 para Ímola e Barcelona

Simulações da equipe italiana teriam apontado que, mesmo com as alterações no traçado de Albert Park, o F1-75 deve manter rendimento dos GPs anteriores

F1: Ferrari deve guardar primeiras atualizações do F1-75 para Ímola e Barcelona
Carregar reprodutor de áudio

A Fórmula 1 volta neste fim de semana à Austrália depois de dois anos fora por conta da pandemia e, pela primeira vez, o mundial encontrará um circuito de Albert Park muito diferente do passado. E mesmo com as modificações, que devem render voltas 5s mais rápidas, a Ferrari deve segurar os primeiros pacotes de atualização do F1-75, que devem vir à tona apenas em Ímola e Barcelona.

Nas 26 edições do GP da Austrália em Melbourne, a Ferrari é a maior vencedora, com oito triunfos, sendo o último com Sebastian Vettel e o SF71H em 2018, enquanto Michael Schumacher é principal responsável por esse sucesso, com quatro vitórias.

Leia também:

Após um grande início de temporada, a Ferrari volta a ocupar o todo dos Mundiais da F1, graças a um F1-75 que se mostra muito competitivo, inclusive superando a Red Bull RB18 de Max Verstappen. Mesmo assim, parece mais do que óbvio que, neste ano, as atualizações podem acabar sendo determinantes no campeonato e, por isso, é preciso ficar de olho nesta prova.

Na Ferrari, indicam que o carro na Austrália seguirá sendo o mesmo do Bahrein e da Arábia Saudita, que levou a uma vitória e outros três pódios de Charles Leclerc e Carlos Sainz, com a dupla liderando o Mundial neste momento.

Verstappen pagou muito caro por seu abandono no Bahrein após o problema com a bomba de combustível do RB18, o mesmo que forçou à saída de Sergio Pérez na volta final.

Ferrari F1-75: l'ala posteriore GP dell'Arabia Saudita che verrà usata anche in Australia

Ferrari F1-75: l'ala posteriore GP dell'Arabia Saudita che verrà usata anche in Australia

Photo by: Giorgio Piola

Anteriormente, Melbourne era uma pista de frenagens e acelerações intercaladas, similares ao Bahrein, mas após as mudanças, que aumentaram a média de velocidade e reduziram o tempo de volta, muitas coisas mudaram.

No papel, tende a ser um traçado que beneficia o rápido RB18: o carro de Adrian Newey foi um carro aerodinamicamente muito ligeiro, que permitiu a Verstappen alcançar velocidades máximas maiores, se beneficiando disso nas lutas com Leclerc.

Mesmo assim, as simulações feitas pela Ferrari dizem que, mesmo com o novo layout do Albert Park, ainda não será necessário mudar o foco aerodinâmico que rendeu excelentes resultados no começo de 2022.

Mesmo com o aprendizado do GP da Arábia Saudita, os engenheiros da Ferrari podem voltar a insistir com a asa traseira de mais downforce em comparação aos rivais, pensando especialmente em potencializar as características do F1-75, que sai das curvas de baixa com muita tração e uma aceleração extraordinária graças ao motor 066/7.

Desta força, é fácil prever que os primeiros pacotes de atualização da Ferrari ficarão divididos entre os GPs da Emilia Romagna, em Ímola, e da Espanha, em Barcelona, seguindo a mesma linha das outras equipes, devido ao novo teto orçamentário da F1 para 2022, que mudou a forma das fábricas trabalharem, especialmente as que mais gastavam no passado.

La power unit 066/7 della Ferrari ha chiuso il gap di potenza da Mercedes e Honda

La power unit 066/7 della Ferrari ha chiuso il gap di potenza da Mercedes e Honda

Photo by: Giorgio Piola

Button critica extensão do novo contrato de Norris com a McLaren; entenda o 'caso'

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #170 – Leclerc x Verstappen tem potencial para ser novo Verstappen x Hamilton?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
ANÁLISE: Apesar da necessidade do DRS, o novo regulamento da F1 está funcionando?
Artigo anterior

ANÁLISE: Apesar da necessidade do DRS, o novo regulamento da F1 está funcionando?

Próximo artigo

F1: Alpine pode chegar ao limite de motores em carro de Alonso na Austrália; entenda

F1: Alpine pode chegar ao limite de motores em carro de Alonso na Austrália; entenda