F1: Haas não teme perda de confiança de Schumacher após forte acidente em Jeddah

Alemão bateu na classificação do GP da Arábia Saudita e perdeu a corrida; chefe da equipe americana crê que aumento de pressão vai ser bom para ele

F1: Haas não teme perda de confiança de Schumacher após forte acidente em Jeddah
Carregar reprodutor de áudio

O chefe da Haas na Fórmula 1, Gunther Steiner, não acredita que Mick Schumacher perderá a confiança depois do grande acidente sofrido na classificação do GP da Arábia Saudita, que o forçou a perder a corrida. O alemão perdeu o controle de seu carro na curva 12 - de alta velocidade - durante o Q2 e bateu forte na barreira de proteção. Ele não sofreu ferimentos sérios, mas foi descartado da prova.

Foi um revés para o jovem piloto, que registrou o melhor resultado da carreira na abertura da temporada, no Bahrein, com um 11º lugar e agora está lutando por seus primeiros pontos na categoria graças à melhora de sua equipe.

Leia também:

Steiner tem certeza de que a confiança de Schumacher não será abalada pelo acidente e o apoiou na recuperação em meio à crescente competição por pontos.

"Eu não acho que ele vai perder a confiança", disse o chefe da Haas. "Obviamente, agora a meta é um pouco mais alta do que antes. No ano passado, não havia dúvida, nós lutávamos para ser 19º e 20º. Consistentemente, a propósito."

"Este ano, achamos que é uma coisa boa para ele [ter mais pressão]. Porque você precisa aprender isso. Eu continuo dizendo que quanto mais alto você sobe, mais rarefeito o ar fica. E há de se lidar com isso."

"É parte de ser um piloto de F1. Gerir a pressão que há em qualquer esporte de alto nível ou posição de gestão. Se você não gosta disso, saia e faça outra coisa."

Mick Schumacher, Haas F1 Team addresses the press

Mick Schumacher, Haas F1 Team addresses the press

Photo by: Carl Bingham / Motorsport Images

Steiner crê que analisar a causa do acidente com Schumacher será fundamental para ajudá-lo a entender o que aconteceu e garantir que sua confiança não seja prejudicada.

"Precisamos conversar sobre isso, mas acho que ele precisa entender, porque não pilotamos o carro", comentou. "Eu acho que [precisamos] comparar os dados com os de Kevin [Magnussen]. Ele se esforçou demais? Eu não sei o que foi. O pneu não estava quente o suficiente? Vamos descobrir."

"Então, eu acho que é apenas sobre voltar ao carro e ganhar essa confiança novamente."

A Haas já marcou mais pontos em 2022 do que nas duas temporadas anteriores combinadas, graças aos dois top 10 consecutivos de Magnussen no Bahrein e na Arábia Saudita.

A equipe optou por não desenvolver o carro de 2021 para focar totalmente nos novos regulamentos, e também se beneficiou de um grande passo à frente com a unidade de potência da Ferrari.

GP TRADICIONAL vai SAIR da F1 por VEGAS; veja como 3ª prova nos EUA impacta calendário de 2023

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações para ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #170 – Leclerc x Verstappen tem potencial para ser novo Verstappen x Hamilton?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
F1: Red Bull tem redução de peso como prioridade para seguir competitiva; entenda
Artigo anterior

F1: Red Bull tem redução de peso como prioridade para seguir competitiva; entenda

Próximo artigo

F1: Porpoising deixa Mercedes com dúvidas sobre a velocidade real do carro de 2022; entenda

F1: Porpoising deixa Mercedes com dúvidas sobre a velocidade real do carro de 2022; entenda