F1: Hakkinen vê Hamilton com vantagem na luta pelo título após vitórias dominantes

Bicampeão da F1 ainda analisou a guerra entre Mercedes e Red Bull que, segundo ele, está indo além das pistas

F1: Hakkinen vê Hamilton com vantagem na luta pelo título após vitórias dominantes

A corrida pelo título da Fórmula 1 segue em aberto. Apesar de Max Verstappen defender uma pequena vantagem sobre Lewis Hamilton, o bicampeão Mika Hakkinen acredita que é o britânico quem apresenta uma melhor forma após as vitórias dominantes no Brasil e no Catar.

"Se a Fórmula 1 fosse uma partida de tênis, diria 'vantagem Hamilton' após as vitórias no Brasil e no Catar", escreveu Hakkinen em sua coluna para o site de apostas Unibet. "Embora Verstappen esteja oito pontos à frente no campeonato, a Mercedes respondeu dando a Hamilton um carro com o qual ele realmente pode lutar para defender seu título".

Leia também:

No Catar, de fato, não houve forma para segurar Hamilton. Ele voou na classificação e, na corrida, fez uma prova dominante e controlada, sem ser ameaçado de forma alguma.

Já Verstappen teve que começar a prova em sétimo após uma penalização, mas rapidamente lutou para voltar ao segundo lugar, posição que manteve até o fim.

"Após o drama do Brasil, o Catar foi a vez de Max ser penalizado por não reduzir em zona de bandeiras amarelas duplas. Uma das principais regras de segurança da F1 exige que os pilotos diminuam a velocidade e estejam preparados para parar completamente".

Uma guerra esportiva entre Mercedes e Red Bull

A diferença no Mundial de Pilotos é de oito pontos para Verstappen, enquanto a Mercedes lidera por cinco no Mundial de Construtores. E a batalha não acontece apenas no asfalto, mas também em palavras e atos fora da pista.

"Na minha opinião, temos uma guerra esportiva entre Mercedes e Red Bull. É uma batalha entre Lewis e Max, os chefes de equipe Toto Wolff e Christian Horner, e as mais de 2 mil pessoas que trabalham para eles. Já vimos alguns momentos de tensão e estou certo de que veremos mais".

E, no meio de tudo, está a FIA, que deve orientar todos na direção correta. Hakkinen sabe que o trabalho da Federação não é nada fácil.

"Eles tomaram algumas decisões difíceis no Brasil [como a exclusão de Hamilton após a classificação] e no Catar tiveram que fazer o mesmo. O que isso mostra é que os comissários estão fazendo o possível para terem uma abordagem equilibrada, permitindo que os pilotos corram, mas também lembrando que todos precisam seguir as regras. No contrário, o caos acontecerá".

Depois de uma semana de descanso, o GP da Arábia Saudita dá sequência à temporada. Hakkinen vê "vantagem de Hamilton", mas Jeddah será também o palco do primeiro match point de Verstappen. Ele precisa fazer 18 pontos a mais do que o rival para garantir o título, algo que o finlandês acredita que será difícil.

"Em uma pista que parece dar vantagem aos carros com boa velocidade máxima, Hamilton buscará nada menos do que a vitória. Se vencer na Arábia e fizer a volta mais rápida com Max em segundo, o que é bem possível, eles iriam empatados para a última corrida. Isso seria um final excepcional para o que tem sido uma temporada incrivelmente emocionante".

RETA FINAL: Hamilton encaminha octa da F1 ao bater Verstappen no Catar?

Assine o canal do Motorsport.com no YouTube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like ('joinha') nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #146: Hamilton teve a maior exibição da carreira no Brasil?

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

compartilhar
comentários
Prost defende que Alonso "é o melhor piloto do grid" atual da F1
Artigo anterior

Prost defende que Alonso "é o melhor piloto do grid" atual da F1

Próximo artigo

F1: Polêmico, Ralf Schumacher diz que campeonato acabou para Verstappen

F1: Polêmico, Ralf Schumacher diz que campeonato acabou para Verstappen
Carregar comentários