Últimas notícias

F1: Hamilton pede que Mercedes foque em 2024 para alcançar Red Bull

Heptacampeão ainda fez uma análise do fim de semana e da evolução recente da Mercedes

Max Verstappen, Red Bull Racing RB19, Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

O novo pódio de Lewis Hamilton, agora no GP do Canadá, ajudou a confirmar a retomada da Mercedes na temporada 2023 da Fórmula 1, mas o heptacampeão pede para que a equipe "tire os olhos um pouco da bola" em referência ao campeonato atual, e passe a focar no carro de 2024, para que possa desenvolver o suficiente para alcançar a Red Bull.

O time austríaco celebrou neste domingo sua 100ª vitórias graças a Max Verstappen, que venceu em Montreal com 9s57 de diferença para Fernando Alonso. Hamilton completou o top 3, mas o britânico passou parte da prova em segundo ao ultrapassar o espanhol na largada.

Leia também:

O piloto da Mercedes notou a força do eixo traseiro do RB19 e como ele perdia para a Red Bull nas zonas de maior aceleração. O heptacampeão sente que, após a atualização do W14 feita em Mônaco, a Mercedes está se aproximando, mas indicou que a equipe não pode ficar pensando em 2023 quando a Red Bull já pode ter mudado o foco para 2024.

"Foi um grande fim de semana. Foram condições difíceis, mas amo estar no carro agora, tendo uma janela de operação maior. Para nós, ter batalhas com Fernando e a Aston, estar na segunda fila, é ótimo. Estar no pódio em duas provas consecutivas é fantástico".

"Também estávamos em quarto em Mônaco, então definitivamente estamos nos aproximando. E será uma batalha de desenvolvimento pelo resto do ano. Reconheço que o time de Max já está trabalhando no carro do próximo ano, então temos também que tirar um pouco o olho da bola focando no próximo ano, mas fico feliz de estar bem".

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14

Photo by: Glenn Dunbar / Motorsport Images

Porém, mesmo que a Red Bull já esteja se dedicando a 2024, Hamilton ainda acha que é provável que o time austríaco vença todas as corridas do ano. Mesmo assim, ele não fica frustrado com essa perspectiva.

"Não é mais uma frustração, se é que já foi... Não há nada que eu possa fazer sobre a performance incrível deles. É provável que eles vençam todas as corridas este ano, a não ser que a Aston aumente a performance dos carros, ou que a Red Bull abandone".

"Com esse regulamento não é fácil encontrar a performance que eles têm. Eles devem ter 30 pontos de downforce a mais que a gente em certos pontos da volta, e temos trabalho pela frente. Mas não é frustrante. Estou feliz de estar de volta na briga, e espero que, em certo pontyo, possamos estar em um nível melhor, como nas corridas finais de 2021. Ter os três em uma batalha super apertada seria incrível".

VÍDEO: Rico Penteado abre o jogo sobre Michael Schumacher

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #234 – Aston, Ferrari ou Mercedes? Quem se garante como segunda força da F1 em 2023?

 
 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Artigo anterior F1: Ferrari acerta estratégia no Canadá e fãs ficam em choque; veja os memes
Próximo artigo F1: Verstappen disputou GP do Canadá com pássaro preso no duto de freio
Assinar