F1: Mercedes faz mudança nos motores após problema com Bottas

compartilhar
comentários
F1: Mercedes faz mudança nos motores após problema com Bottas
Por:
, Editor

Equipe não terá punições de grid em Portugal, mas clientes podem tomar ganchos

A Mercedes mudou os controles eletrônicos das unidades de potência de seus dois carros de Fórmula 1 após uma falha na máquina de Valtteri Bottas tirar o finlandês da disputa do GP de Eifel.

Bottas foi forçado a abandonar a corrida de Nurburgring há duas semanas após sofrer com uma falha de potência decorrente de um problema no motor de sua Mercedes W11 na Alemanha.

O editor recomenda:

Inicialmente, a equipe acreditava que o problema estava relacionado ao MGU-H, mas confirmou nesta semana que a falha foi elétrica. Assim, foi processada uma mudança com vistas à disputa do GP de Portugal, em Portimão, no próximo domingo.

Desta forma, ambos os carros da equipe alemã terão novos controles eletrônicos para a corrida deste fim de semana, que marca a estreia do Autódromo Internacional do Algarve na categoria máxima do automobilismo.

"A falha no motor de Valtteri na Alemanha foi diagnosticada em um componente do controle eletrônico", explicou um porta-voz da Mercedes ao Motorsport.com nesta quinta-feira. "Tanto ele quanto Lewis [Hamilton] terão novos módulos neste fim de semana."

"Também fizemos algumas mudanças de calibragem, a fim de evitar a repetição do problema. Será o segundo módulo utilizado por cada piloto, de modo que eles se mantêm dentro do limite estabelecido", completou.

Como é apenas o segundo componente eletrônico utilizado por Bottas e Hamilton nesta temporada, não haverá punição para os pilotos no grid de largada para o GP de Portugal, uma vez que ambos estão dentro dos limites estabelecidos pelos regulamentos da F1.

Ainda não houve confirmação de que a mudança também vale para as equipes clientes da Mercedes no grid da F1 2020. A Racing Point e a Williams também são impulsionadas pelas unidades de potência alemãs.

O mexicano Sergio Pérez e o canadense Lance Stroll, da Racing Point, já chegaram ao limite de dois controles eletrônicos, assim como o canadense Nicholas Latifi, da Williams. Caso eles tenham mudanças nos componentes, haverá uma punição no grid de Portugal.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Neste fim de semana, a F1 visita Portimão para o GP de Portugal. E em uma prova onde adaptação é essencial, Mercedes e Hamilton podem respirar aliviados: o piloto ou a equipe venceram a edição inaugural das quatro últimas provas novas. Ele venceu em Mugello, Sochi e Austin. Já Rosberg venceu em Baku. Parece uma aposta certa, não? Quer saber mais? Confira o ThePlayer.com e não perca nada!

CEO da F1 cita outros esportes e diz que categoria não pode usar “camisa de força” contra mudanças

Podcast – O mercado da F1 para 2021 e os 30 anos do bicampeonato de Senna

 

.

F1: Mercedes não terá DED nos treinos do GP de Portugal

Artigo anterior

F1: Mercedes não terá DED nos treinos do GP de Portugal

Próximo artigo

F1: Bottas comanda dobradinha da Mercedes no movimentado primeiro treino livre para o GP de Portugal

F1: Bottas comanda dobradinha da Mercedes no movimentado primeiro treino livre para o GP de Portugal
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP de Portugal
Equipes Mercedes
Autor Luke Smith