F1: Red Bull defende que não usou Pérez para atrapalhar Hamilton em Portimão

Mexicano foi o último do grid a fazer sua troca de pneus, após mais de 50 voltas

F1: Red Bull defende que não usou Pérez para atrapalhar Hamilton em Portimão

Uma das estratégias que mais chamou a atenção no GP de Portugal de Fórmula 1 foi a da Red Bull para Sergio Pérez, mantendo o mexicano na pista por mais de 50 voltas com o pneu médio. E a equipe austríaca afirma que essa decisão não tem nada a ver com especulações de que o mexicano havia sido usado para atrapalhar a corrida de Lewis Hamilton.

Pérez era quarto na primeira parte da corrida em Portimão, mas seguiu uma estratégia diferente que os três carros à sua frente com relação ao momento de parada. Enquanto Max Verstappen parou na volta 35 em busca de uma disputa direta com as Mercedes, o mexicano foi mantido na pista por muito mais tempo.

Leia também:

Mesmo sendo mais lento que os carros com pneus novos, ele ficou na pista até a volta 51, depois que Hamilton o ultrapassou, retomando a liderança.

Mas enquanto a impressão que ficou era de que a motivação para deixar Pérez na pista tinha a ver com atrapalhar Hamilton em sua luta com Verstappen, a Red Bull descartou a possibilidade, afirmando que o foco era ter Pérez fazendo a volta mais rápida no fim.

"Estávamos focados em colocar o pneu macio nele para que pudesse buscar a volta mais rápida", disse Christian Horner. "É por isso que ele ficou tanto tempo. O macio não tinha um funcionamento longo e, claro, se você abusa dele em uma volta, fica mais complicado".

"Sergio estava consolidado em quarto, sem a oportunidade de buscar os carros à sua frente e com boa vantagem para os que vinham atrás. Então, pensamos: 'vamos deixar ele gastar combustível até certo ponto e buscar a volta mais rápida".

Por um breve momento, Pérez conseguiu a volta mais rápida, mas acabou perdendo ritmo e, com isso, o ponto extra ficou com Valtteri Bottas, que conseguiu abrir vantagem suficiente para o mexicano que lhe permitiu fazer uma parada no final para colocar pneus novos.

O momento da parada de Bottas deu também uma chance da Red Bull parar Verstappen, que chegou a fazer a volta mais rápida, mas teve seu tempo deletado por exceder o limite de pista.

"Sergio foi o primeiro a fazer isso, mas Valtteri conseguiu criar uma janela para mais uma parada. Então pensamos em responder com Max. O pessoal conseguiu um pit de 1s9, tivemos os limites de pista. E não vimos ninguém ter a mesma punição que Max".

O quarto lugar de Pérez foi seu melhor resultado até aqui com a Red Bull, mas o mexicano ainda não conseguiu chegar mais próximo de Verstappen na corrida. Horner ficou encorajado pelo progresso que Pérez vem mostrando, e acha que sua melhor forma está próxima.

"Ele está chegando lá. Aqui foi muito difícil por causa do vento, mas é possível ver que ele está acertando quando tem pista livre. Não se esqueçam que ele passou Norris, que havia ultrapassado ele por fora na pista. Novamente, outra inconsistência com os limites de pista".

"Mas quando ele teve pista livre, fazia o mesmo tempo de volta dos líderes em alguns momentos e chegou a fazer a volta mais rápida. Então acho que tudo está se acertando. Estou feliz com o seu progresso. Com mais tempo e experiência, tudo dará certo para ele".

F1 2021: HAMILTON bate VERSTAPPEN e BOTTAS com vitória DOMINANTE em PORTUGAL após 'susto' | PÓDIO

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Oscar das pistas: histórias da F1 que rendem filme

 

compartilhar
comentários
F1: Chefe da Mercedes diz que "excepcional" se tornou padrão para Hamilton
Artigo anterior

F1: Chefe da Mercedes diz que "excepcional" se tornou padrão para Hamilton

Próximo artigo

F1 - Chefe da Ferrari explica ordem de equipe em Portugal: "Às vezes podem ser necessárias"

F1 - Chefe da Ferrari explica ordem de equipe em Portugal: "Às vezes podem ser necessárias"
Carregar comentários