F1: Red Bull não quer que Verstappen seja um "robô de relações públicas", diz Horner

Chefe da Red Bull diz que atitude do holandês é um "frescor", mesmo que algumas declarações não sejam bem recebidas pela F1, como as críticas a Las Vegas

Max Verstappen, Red Bull Racing

Max Verstappen, Red Bull Racing

Glenn Dunbar / Motorsport Images

Refletindo sobre a abordagem "sem papas na língua" de Max Verstappen na temporada 2023 da Fórmula 1, o chefe da Red Bull, Christian Horner, diz que não quer que o holandês seja um "robô" de falas prontas de relações públicas.

Em vários momentos do ano, Verstappen não deixou de falar o que pensava sobre diversas questões, incluindo um monólogo sobre o embate entretenimento x esporte no GP de Las Vegas que chamou a atenção.

Leia também:

O tricampeão foi crítico ao modelo de evento criado em Las Vegas e deixou clara sua falta de entusiasmo por circuitos de rua no geral. Seu discurso foi bem recebido por vários fãs, mesmo que a categoria não tenha ficado muito feliz com as críticas.

Mas, segundo Horner, a honestidade de Verstappen é algo que deve ser apreciada, defendendo que os pilotos não devem ser robôs.

"Acreditamos em nossos pilotos terem liberdade de escolha", disse Horner ao Motorsport.com. "Eles não são robôs, eles têm opiniões. E Max tem uma voz como campeão mundial, não restringimos ele a dar apenas a visão de relações públicas".

"Ele é um jovem rapaz muito honesto que te diz como ele vê as coisas. E acho isso um frescor".

Horner não acredita que Verstappen, que estreou na F1 com apenas 17 anos, tenha mudado muito ao longo dos anos.

"Acho que ele está mudando porque está amadurecendo, ele tem um pouco de barba hoje em dia", brincou. "Mas não, a essência de quem ele é [é a mesma]. Ele chega, pilota o carro, tira tudo e mais um pouco dele".

Max Verstappen, Red Bull Racing, in the post Qualifying Press Conference

Photo by: Steven Tee / Motorsport Images

Max Verstappen, Red Bull Racing, in the post Qualifying Press Conference

"Ele não gosta desse barulho todo que está ao redor da F1, mas nunca gostou. Ele faz seu trabalho de forma profissional. Ele é um piloto de fora a fora com os pés no chão. E se ele não está pilotando aqui, está em um carro de GT ou online. Ele vive por isso".

Mas Horner sugere que o benefício da experiência deu a Verstappen mais paciência e controle sobre como lidar com as coisas, removendo aquela imagem que ele deixou em seus primeiros anos na categoria.

"Se você olhar para o controle que ele tem nas corridas, a forma como ele as lê, o gerenciamento de pneus que ele tem, é tudo fantástico. E ele está usando a experiência que ele acumulou neste ano, ano passado, 2021".

"Sobre isso, as primeiras curvas, ele tem sido mais cauteloso do que nos primeiros dias de sua carreira. Seu timing tem sido excelente. A forma como ele tem conduzido as corridas, sem pressa de resolver tudo na primeira curva, ele foi construindo sua forma através das corridas".

DRUGOVICH e BORTOLETO na mesma equipe de F1? Brasileiros falam sobre 2024 e ALÉM na ASTON e MCLAREN

Podcast #262 – No que a série sobre a Brawn GP acertou e errou?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Be part of Motorsport community

Join the conversation
Artigo anterior F1: Hamilton e eu confiamos um no outro nas disputas, diz Russell
Próximo artigo FIA não vai ceder à pressão das equipes na redução do peso dos carros de 2026: "Vão ter que lidar com isso"

Top Comments

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Sign up for free

  • Get quick access to your favorite articles

  • Manage alerts on breaking news and favorite drivers

  • Make your voice heard with article commenting.

Motorsport prime

Discover premium content
Assinar

Edição

Brasil