Fórmula 1 GP de Singapura

F1 - Verstappen culpa Red Bull por erro de combustível: "Nunca é aceitável e não deveria acontecer"

Holandês foi instruído a abortar sua última volta na classificação, pois estava prestes a ficar sem combustível desde a volta anterior

Max Verstappen, Red Bull Racing RB18

Max Verstappen sentiu que perdeu duas oportunidades de conquistar a pole position para o GP de Singapura de Fórmula 1, tendo interrompido sua volta anterior sob ordens da Red Bull, antes de sua classificação ser destruída quando lhe disseram que precisava parar na última volta no Q3.

Leia também:

Depois de não registrar um tempo final na sessão, o líder do campeonato mundial foi empurrado para o oitavo lugar no grid, com os rivais mais próximos do título Charles Leclerc Sergio Pérez se classificando na primeira fila.

Verstappen confirmou que foi ordenado a parar pela Red Bull em sua última volta porque estava prestes a ficar sem combustível, o que o levaria a ser desclassificado da qualificação e forçado a começar a corrida do final do grid.

"Eu já senti que estava na volta anterior também, mas então eles me disseram para abortar, então eu disse 'OK, podemos fazer isso', mas então na volta final eles me disseram para lutar e então percebi o que ia acontecer. Ficamos sem combustível", disse Verstappen à Sky Sports F1.

Max Verstappen, Red Bull Racing

Max Verstappen, Red Bull Racing

Photo by: Simon Galloway / Motorsport Images

“É incrivelmente frustrante e não deveria acontecer. Mesmo quando você está com pouco combustível ou não planeja fazer essas seis voltas, pelo menos você acompanha isso durante a sessão para saber que não vai conseguir. Devíamos ter visto antes.

"Não estou nada feliz no momento, sei, é claro, que é sempre um esforço de equipe e posso cometer erros e a equipe pode cometer erros, mas nunca é aceitável. Claro que você aprende com isso, mas isso é realmente ruim. Isso não deveria acontecer."

Apesar de vencer as cinco corridas anteriores da F1, incluindo Hungria, onde largou em 10º, Bélgica, onde largou em 14º e Itália, onde largou em sétimo, Verstappen não está otimista em vencer em Singapura devido às características da pista.

"É um pouco como Mônaco, é super difícil de ultrapassar e talvez você possa fazer um pouco de estratégia, mas no momento não estou com vontade de pensar na corrida de amanhã", disse ele.

“Uma vez que eu entro no carro, sempre darei o meu melhor, mas no momento estou super frustrado com o que aconteceu. Vou voltar para o hotel e pensar em outras coisas."

Q4 AO VIVO: Tudo sobre a classificação da F1 em Singapura, com a presença do jornalista Thiago Alves e de Roberto Faria, piloto da F3 Britânica

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura durante nossos programas. Não perca!

Podcast #197 - Na berlinda, qual será o futuro de Ricciardo e Schumacher?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Hamilton lamenta e diz que "simplesmente não tinha aderência" para garantir primeira pole da temporada
Próximo artigo F1: FIA 'comprova' atestado de Hamilton e não pune piloto por uso de joias

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil