F1: Verstappen diz que "ficou realmente preocupado" depois que pneus pegaram fogo

Pneus dianteiros do carro do holandês foram tomados pelas chamas por alguns instantes no grid de largada

F1: Verstappen diz que "ficou realmente preocupado" depois que pneus pegaram fogo

Max Verstappen não sabia se seus freios iriam funcionar após o início da corrida sprint da Fórmula 1, na Inglaterra, após ter sofrido um incêndio no grid de largada.

Os freios dianteiros do Red Bull de Verstappen foram vistos soltando fumaça quando ele se alinhou no grid em Silverstone para a primeira corrida sprint de classificação da F1.

Mas com os carros se posicionando bem devagar, a situação do holandês piorou e seus pneus dianteiros foram, por alguns instantes, tomados pelas chamas.

Leia também:

Embora tenha ignorado o problema para entregar uma ótima largada que lhe garantiu a liderança da corrida, ele admitiu que não tinha certeza de que os freios estariam bons quando precisasse deles.

"Sim, eu estava realmente preocupado com isso", disse.

"Um pouco de fogo, está tudo bem, mas estava ficando muito grande e eu estava apenas olhando para os carros atrás e esperando que eles acelerassem."

"Então, é claro, eu não tinha certeza se meus freios iriam funcionar ao entrar na curva 3. Mas, felizmente, não causou muitos danos."

"Acho que vi algumas pessoas na arquibancada tirando fotos quando os freios estavam pegando fogo."

Embora Hamilton tenha pressionado bastante o piloto da Red Bull na primeira volta, Verstappen não foi muito ameaçado depois disso.

No entanto, apesar de sua vantagem de ritmo de corrida, Verstappen está ciente de que a escuderia austríaca perdeu velocidade em retas neste fim de semana, tendo se prendido a uma configuração de mais downforce após o treino de sexta-feira.

"Parece que somos muito rápidos nas curvas, e eles estão rápidos nas retas neste fim de semana", disse.

"É por isso que temos de recuperar o nosso tempo nas curvas. Ainda espero com um pit stop entrando em jogo [no domingo], dois pit stops quem sabe, que novamente teremos uma boa luta."

O líder do campeonato não gostou da maneira como as regras do parc fermé da F1 forçaram as equipes a se comprometerem com suas configurações após apenas uma sessão de treinos.

"Acho que temos que olhar para o cronograma porque fazer uma sessão de TL2, quando você não tem permissão para trocar o carro, é um pouco errado na minha opinião", disse.

“É um pouco de sorte às vezes agora, se mantivermos este formato para corridas sprint, que você só tem um treino livre para acertar a afinação."

"Claro, às vezes vai funcionar a seu favor, e às vezes vai funcionar contra você. Acho que este fim de semana até agora não tem sido bom para nós."

"Mas é claro que sempre temos que olhar para nós mesmos, você sabe, para ter certeza de que podemos fazer melhor, mas se eu pudesse fazer de novo, com certeza, eu escolheria um pouco mais de velocidade máxima", concluiu.

Rico Penteado analisa primeiras imagens do carro de 2022 da Fórmula 1

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

Podcast #118: Quais 'passagens de bastão' mais emblemáticas da F1?

 

.

compartilhar
comentários
F1: Sainz diz que toque com Russell foi "erro óbvio" do britânico

Artigo anterior

F1: Sainz diz que toque com Russell foi "erro óbvio" do britânico

Próximo artigo

F1: Pérez culpa “ar sujo” por giro na corrida sprint em Silverstone

F1: Pérez culpa “ar sujo” por giro na corrida sprint em Silverstone
Carregar comentários