Fórmula 1 GP de Miami

GP de Miami negocia com F1 para virar corrida noturna

Organização ainda falou sobre a venda de ingressos para a edição de 2022 e perspectivas de expansão no futuro

Esteban Ocon, Alpine A523

A organização do GP de Miami revelou neste domingo que negocia com a Fórmula 1 sobre a possibilidade da prova virar uma corrida noturna nos próximos anos, seguindo a ideia por trás da etapa de Las Vegas, que fará sua estreia neste ano.

Tom Garfinkel, um dos diretores responsáveis pela organização do GP de Miami falou que esse é um dos pontos que estão sendo avaliados junto à categoria.

Leia também:

"Tivemos algumas discussões sobre isso", disse Garfinkel em uma roda de imprensa com a presença do Motorsport.com. "Obviamente, neste período do ano, o clima é meio imprevisível. Neste ano tem sido muito bom até aqui, com a brisa ajudando, mas ano passado foi incrivelmente quente".

"Mas há muitos fatores por trás disso, com a F1, televisão e mais. Então temos que pesar tudo isso. Mas certamente estamos abertos a isso".

Um dos fatores que depõem contra Miami e uma corrida noturna é a questão do horário na Europa, com a cidade americana 5 horas atrás de Londres. Com isso, a prova ocorreria no meio da madrugada no continente, impactando a audiência televisiva.

Las Vegas, que está oito horas atrás, vai realizar a corrida na noite de sábado para que ela pegue a manhã de domingo no mercado europeu.

Questionado sobre a possibilidade do GP noturno em Miami também acontecer no sábado, Garfinkel disse: "Ainda não estamos em uma posição para tomarmos esse tipo de decisão. Estamos conversando sobre a possibilidade, e como isso poderia acontecer".

GP com ingressos esgotados

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14, Kevin Magnussen, Haas VF-23, Valtteri Bottas, Alfa Romeo C43

Lewis Hamilton, Mercedes F1 W14, Kevin Magnussen, Haas VF-23, Valtteri Bottas, Alfa Romeo C43

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

É difícil de ignorar o interesse local pelo evento em Miami neste fim de semana. Apesar da transmissão televisiva mostrar as arquibancadas e áreas de público meio vazias, os organizadores preveem um total de 270 mil pessoas ao longo dos três dias.

Garfinkel disse que todos os ingressos foram vendidos, e que uma das coisas-chave que ele gostaria de garantir era o equilíbrio entre as pessoas in loco, garantindo que a experiência de pista não fosse arruinada.

"Estamos esgotados. Provavelmente poderíamos ter vendido 150 mil ingressos [por dia] baseado na demanda e o espaço que temos aqui, mas quero que todos tenham uma ótima experiência. É difícil ter muitas pessoas, garantindo que as coisas não tenham filas longas, muito tráfego e essas coisas".

"Nosso objetivo é crescer um pouco a cada ano, melhorando nossa operação, garantindo que as pessoas sempre tenham uma boa experiência, com número adequado de pontos de venda, banheiros. Esse é o motivo pela qual dobramos a largura das pontes de acesso, antecipando esse aumento do público para o futuro".

Podcast #228 - Reclamações de Verstappen em Baku mostram que bicampeão 'sentiu o golpe'?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Pilotos pedem que FIA evite relargadas paradas no fim das corridas
Próximo artigo F1: Ferrari diz que batidas de Leclerc são reflexo de "seu esforço para alcançar a Red Bull"

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil