Hamilton revela como Brawn foi essencial em decisão de ir para Mercedes

compartilhar
comentários
Hamilton revela como Brawn foi essencial em decisão de ir para Mercedes
Por:
, Editor

Segundo o heptacampeão, as primeiras conversas com Niki Lauda o deixaram inseguro sobre a proposta

Lewis Hamilton afirmou que Ross Brawn foi uma das pessoas mais importantes no processo de convencê-lo a assinar com a Mercedes para a temporada de 2013 da Fórmula 1, após certas incertezas deixada pelas conversas iniciais com Niki Lauda.

O britânico garantiu o heptacampeonato no último domingo, ao vencer o GP da Turquia, igualando a marca histórica de Michael Schumacher. E desses sete títulos, seis deles foram com a Mercedes.

Leia também:

Hamilton largou a McLaren no final de 2012 para se juntar à Mercedes, em um movimento que foi visto inicialmente como um "suicídio" para sua carreira, mas provou ao longo dos anos que tomou a decisão correta.

Muito do trabalho necessário para convencer o piloto a assinar com a Mercedes veio do tricampeão, que era diretor não-executivo da equipe. E ao longo dos anos o par formou uma ligação muito forte.

Mas, recentemente, Hamilton revelou que havia ficado inseguro sobre a proposta da Mercedes após as conversas com Lauda e que foi Brawn, então chefe de equipe, que o convenceu.

"Eu falei com Niki em Mônaco, eu estava falando com ele sobre ir", disse. "Ele foi o primeiro a falar comigo e dizia que eu tinha que assinar com eles".

"Mas eu não estava necessariamente convencido. Acho que o momento de decisão foi quando Ross veio me ver quando eu estava na casa da minha mãe. Ele sentou comigo na cozinha. Tomamos chá e ele me mostrou os planos para a equipe".

"Ele me mostrou muitas coisas que a equipe planejava, as mudanças. Isso que me convenceu".

Um momento chave desse processo foi o GP de Singapura de 2012, quando ele se encontrou com Lauda para discutir detalhes sobre o acordo, que foi anunciado cinco dias após a prova.

Segundo Hamilton, a conversa em Singapura foi um ponto de início em sua amizade, e ajudou a clarear algumas percepções que ele tinha sobre o austríaco.

"A parte mais importante de Singapura é que Niki e eu, talvez mais ele, percebemos que tínhamos muito em comum".

"Ali foi o início de nossa amizade. Lembro dele dizendo que achava que éramos parecidos. Foi ali que ele percebeu que tínhamos muito em comum, já que não havíamos falado muito antes".

"Eu repito: é algo além dos meus sonhos vencer sete títulos. Vencer um já foi ótimo. Obviamente o segundo foi difícil e passei anos lutando para ajudar a equipe a voltar a vencer um Mundial".

"E aí eu tinha que tomar uma decisão: se seguia ajudando a equipe ou arriscava em uma nova aventura. Eu arrisquei e o resto é história. Eu sabia que era a decisão correta. Mas se eu sonhava que venceria mais seis títulos? Nunca".

"Isso mostra que temos que arriscar na vida, fazer o que achamos que é correto e não ir no que os outros te dizem. E não esquecer de pesquisar muito bem, pesar os prós e contras. E seja bom ou ruim, vá com tudo".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1, MotoGP e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Rubinho relata emoção com filhos nas 500 Milhas de Kart e Motorsport.com estreia bem com o 11° lugar

Podcast #076 – Hamilton x Schumacher: a comparação entre os campeões da F1

 

Hamilton lamenta morte de João Alberto nas redes sociais: "Temos que lutar para impedir que isso continue"

Artigo anterior

Hamilton lamenta morte de João Alberto nas redes sociais: "Temos que lutar para impedir que isso continue"

Próximo artigo

Seidl: GPs como Turquia são divertidos mas DNA da F1 é sobre construir o melhor carro

Seidl: GPs como Turquia são divertidos mas DNA da F1 é sobre construir o melhor carro
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Lewis Hamilton
Equipes Mercedes
Autor Luke Smith