Inspecionada pela FIA, Ímola fica próxima de retornar ao calendário da F1

compartilhar
comentários
Inspecionada pela FIA, Ímola fica próxima de retornar ao calendário da F1
Por:

Com isso, a Itália pode ter, pela primeira vez, três etapas em uma mesma temporada da Fórmula 1

Ímola pode estar mais próxima de receber novamente a Fórmula 1. Segundo informações da Gazzetta dello Sport, o circuito receberá uma inspeção da FIA ainda nesta semana. A notícia amplia ainda mais os rumores de um terceiro GP em solo italiano em 2020.

Devido à crise causada pela pandemia, a F1 precisou criar um calendário alternativo, condensado e que ainda está incompleto. A temporada começou na Áustria, no início de julho e já passou pela Hungria.

Leia também:

Ainda restam na temporada duas corridas em Silverstone, além de Barcelona, Spa-Francorchamps, Monza, Mugello e Sochi, sendo que esses dois foram as adições mais recentes ao calendário.

A Itália já tem confirmado o GP da Itália em Monza, em 06 de setembro e o GP da Toscana Ferrari 1000, na semana seguinte, em 13 de setembro.

E Michael Masi, diretor de provas da F1, deverá fazer a inspeção da pista, que pertence à Ferrari, para inspecionar o layout e as instalações do Autódromo Enzo e Dino Ferrari.

O calendário confirmado até aqui termina no GP da Rússia, marcado para 27 de setembro, com 10 provas, mas a F1 sempre afirmou que o objetivo é fazer de 15 a 18 etapas em 2020 e, para isso, pretende anunciar novos GPs dentro e fora da Europa, em locais onde a situação da pandemia está mais controlada.

Ímola se candidatou a uma vaga no calendário já no início do ano. A hipótese seria realizar o GP em 04 ou 11 de outubro, dependendo do andamento das candidaturas de Portimão, em Portugal, e Hockenheim, na Alemanha.

Portimão é visto como praticamente certo e informações iniciais colocam a prova em Portugal no mesmo espaço visado para Ímola, podendo ser uma rodada dupla ou até parte de uma rodada tripla caso Hockeinheim também seja confirmado.

A prova em solo português entraria em um espaço pensado inicialmente para o GP do Canadá, que teria no início de outubro o fim da janela para receber a F1. Mas a categoria parece cada vez mais distante de disputar provas no continente americano em 2020, o que seria a primeira vez na história da F1.

Mesmo com a liberação do Autódromo de Interlagos para eventos de automobilismo, as equipes já deixaram claro que têm muito receio de viajar para países como Brasil e México, onde a pandemia ainda está em uma fase crescente.

Enquanto isso, na Ásia, a China deve estar próxima de ter seu GP cancelado, após uma normativa do governo chinês proibindo eventos esportivos em 2020 que não tenham relação com as Olimpíadas de Inverno de Pequim, em 2022. Mas uma prova que pode entrar no lugar e voltar ao calendário da F1 é Sepang. Rumores surgiram nessa semana falando de uma possível negociação da categoria com a direção do circuito.

Outras três provas parecem estar mais próximas de serem confirmadas: Vietnã, que pode sediar a etapa inaugural do GP ainda neste ano após receber apoio do governo do país, Bahrein, que deve receber uma rodada dupla e Abu Dhabi, fechando a temporada no meio de dezembro.

Se Ímola for confirmada no calendário de 2020, seria a primeira visita da F1 ao circuito em 14 anos. A última etapa do GP de San Marino aconteceu em 2006.

Recentemente, Daniil Kvyat advogou a favor da pista após um dia de testes com a AlphaTauri: "Eu acho que é um circuito muito bom. Eu já sabia disso através das minhas experiências anteriores e sempre achei que é uma pista emocionante, com muitas dificuldades".

‘Deu ruim’! Bruno Senna relata acidente “tenso” do tio Ayrton com buggy em fazenda da família

PODCAST #059: O debate de fãs e haters sobre Hamilton com presença de Eric Granado

 

SIGA NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Acionista da montadora, Wolff afirma que não está envolvido nas negociações entre Vettel e Aston Martin

Artigo anterior

Acionista da montadora, Wolff afirma que não está envolvido nas negociações entre Vettel e Aston Martin

Próximo artigo

Ferrari anuncia reestruturação com novo departamento na área técnica; mesmo pressionado, Binotto segue na chefia

Ferrari anuncia reestruturação com novo departamento na área técnica; mesmo pressionado, Binotto segue na chefia
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Localização Imola
Autor Basile Davoine