McLaren espera escapar de punição no GP de Cingapura

Equipe torce para que Honda consiga reparar problema na unidade de potência de Stoffel Vandoorne e cumprir meta de colocar ambos os carros no Q3

McLaren espera escapar de punição no GP de Cingapura
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32
Fernando Alonso, McLaren MCL32, Jolyon Palmer, Renault Sport F1 Team RS17
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32, Fernando Alonso, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32, Fernando Alonso, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32, Fernando Alonso, McLaren MCL32, Romain Grosjean, Haas F1 Team VF-17, Jolyon Palmer, Renault Sport F1 Team RS17
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32, Fernando Alonso, McLaren MCL32
Stoffel Vandoorne, McLaren MCL32, Marcus Ericsson, Sauber C36
Carregar reprodutor de áudio

A McLaren ainda aguarda notícias da Honda para saber se Stoffel Vandoorne precisará pagar uma punição por troca de motor no GP de Cingapura deste fim de semana.

O circuito sinuoso de Marina Bay oferece à McLaren uma de suas melhores chances de um bom resultado, graças a um chassi que tem mostrado boa performance em pistas semelhantes.

Mas Vandoorne teria suas chances diminuídas logo de cara caso a Honda considere que não conseguirá reparar seu MGU-K que se danificou na Itália.

O componente, que falhou na classificação, não pôde ser trocado a tempo para a corrida, e o belga acabou obrigado a deixar a corrida com um problema semelhante.

Apesar de ter havido certo otimismo quanto à possibilidade de a Honda consertar o problema sem a necessidade de um novo motor, isso ainda não foi confirmado pela fabricante japonesa.

O diretor esportivo da McLaren, Eric Boullier, disse: “Cingapura é uma das melhores chances do ano em termos de encaixe com o nosso pacote às características de um circuito de rua.”

“Trabalhamos duro para tentar evitar alguma punição que prejudicasse nosso progresso, e espero que, após o abandono de Stoffel em Monza, nós não tenhamos que usar nenhum novo elemento da unidade de potência, mesmo que isso ainda tenha que ser oficialmente confirmado.”

A Honda introduziu uma pequena evolução no motor no GP da Itália, o que ajudou Vandoorne a chegar ao Q3, mesmo que o circuito de Monza, de alta velocidade, não seja o ideal para a McLaren.

Boullier espera que o circuito de Cingapura possa beneficiar ainda mais o carro de sua equipe. “É a segunda melhor após Budapeste. Em Cingapura, teremos a meta de colocar os dois carros no Q3.”

compartilhar
comentários
F1 diz que pode testar mudanças de formato de disputa na F2
Artigo anterior

F1 diz que pode testar mudanças de formato de disputa na F2

Próximo artigo

Kubica rompe com Renault para buscar vaga na F1, diz site

Kubica rompe com Renault para buscar vaga na F1, diz site