Mercedes: "tudo bem" com tática de Hamilton em Abu Dhabi

compartilhar
comentários
Mercedes: "tudo bem" com tática de Hamilton em Abu Dhabi
Por:
Traduzido por: Gabriel Carvalho

Paddy Lowe, diretor técnico da Mercedes, diz que time alemão aceita tática aplicada por Lewis Hamilton no GP de Abu Dhabi

Toto Wolff, Mercedes AMG F1 Shareholder and Executive Director; Nico Rosberg, Mercedes AMG F1; and Paddy Lowe, Mercedes AMG F1 Executive Director (Technical), at a team meeting
Paddy Lowe, Mercedes AMG F1 Technical F1 Executive Director
World Champion Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 shakes hands with team mate and race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1
Race winner Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid crosses the finish line at the end of the race with second place World Champion Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid, Nico Rosberg, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 in parc ferme
Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 W07 Hybrid leads at the start of the race
Nico Rosberg, 100th Mercedes AMG F1 Race Start - Bahrain 2015

O GP de Abu Dhabi, prova decisiva da temporada 2016 da Fórmula 1, ficou marcada não somente pelo título de Nico Rosberg. A tática adotada por Lewis Hamilton, de segurar Rosberg para que os rivais pudessem alcançar o alemão e ultrapassá-lo, não deixou a Mercedes feliz durante a prova.

Via rádio, o time pediu que Hamilton aumentasse o ritmo, o que não aconteceu. Toto Wolff, chefe da Mercedes, disse após a prova que a desobediência do britânico não era o ideal e que isso poderia levar a equipe a repensar protocolos internos para 2017.

Com a polêmica perdendo força após a surpreendente aposentadoria de Nico Rosberg, Paddy Lowe, diretor técnico do time germânico, deu detalhes sobre o que aconteceu durante a corrida em Yas Marina.

Lowe revelou que após Hamilton ignorar a instrução dele, Wolff pediu que o diretor técnico repetisse a ordem para o britânico aumentar o ritmo.

“Quando pedi a Lewis para acelerar, a discussão seguinte no pitwall veio de Toto - 'diga a ele novamente, ele não obedeceu!', mas eu disse 'não, vou parecer um idiota se pedir novamente'", disse Lowe durante o Autosport Awards.

“James (Vowles), que é o melhor estrategista, estava sofrendo e disse 'diga para ele acelerar ou perderemos a corrida'. A discussão que tínhamos era nesse sentido", afirmou.

Embora tenha sido ponto de muita polêmica naquele momento, Lowe garante que, no fim das contas, a situação foi boa para a Mercedes e para a F1.

“Foi um grande resultado, não somente para a equipe como também para o esporte - deve trazer novos fãs para a categoria - mesmo que eu tenha pedido a Lewis para aumentar o ritmo", acrescentou.

“Creio que está tudo bem com o que aconteceu. Vale lembrar que, em Mônaco, pedimos a Nico que deixasse Lewis passar - foi a outra ordem de equipe que dei nesta temporada - e ele obedeceu uma curva depois. É só um outro lado, que mostra que vale a pena pensar nisso", destacou.

Conversas sobre contrato

O futuro de Lowe na Mercedes tem sido assunto nas últimas semanas, mas o diretor técnico diz que não há motivo por trás da espera até o final do ano para finalizar os detalhes do novo acordo com a equipe.

“Sei que há conversas sobre o assunto por aí. Estou com a Mercedes há 22 anos, trabalhando para eles ou com eles. Não há razão para que isso mude, tudo tem estado muito bem", afirmou.

"Toto e eu tivemos uma conversa e entendemos que deveríamos esperar até o fim da temporada, tirando isso do caminho. Vamos recomeçar a partir disso", completou.

Amigo de Ecclestone é favorito para assumir Manor

Artigo anterior

Amigo de Ecclestone é favorito para assumir Manor

Próximo artigo

Carlos Slim descarta Pérez no lugar de Rosberg

Carlos Slim descarta Pérez no lugar de Rosberg
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Evento GP de Abu Dhabi
Localização Yas Marina Circuit
Pilotos Lewis Hamilton , Nico Rosberg
Equipes Mercedes
Autor Jonathan Noble