Merhi quer ser pago e mira ser piloto reserva de equipe top

Espanhol planeja mais estabilidade na carreira e quer permanecer de alguma forma na Fórmula 1

Merhi quer ser pago e mira ser piloto reserva de equipe top
Roberto Merhi, Manor Marussia F1 Team
Roberto Merhi, Manor F1 Team
Roberto Merhi, Manor Marussia F1 Team
Roberto Merhi, Manor Marussia F1 Team

Roberto Merhi diz que sua principal meta para o próximo ano é ser pago para correr, mas o espanhol não descarta um papel de piloto de testes ou reserva com uma equipe top da Fórmula 1.

Merhi completou sua primeira temporada de Fórmula 1 com a Manor, pilotando gratuitamente durante todo o ano, mas esforçou-se na parte de trás do grid com um carro pouco competitivo.

Ele também foi substituído pelo americano Alexander Rossi em cinco corridas.

Merhi, que pilotou para a Mercedes no DTM por dois anos, diz que está empenhado em ficar nos monopostos.

"O objetivo agora é ser um piloto de corridas profissional, e corrida é algo onde você deve estar sem se preocupar se na próxima corrida estará no carro ou não. Essa é a meta", disse ele.

"Acho que o ano correu bem e eu gostaria de continuar após os resultados que eu tive no passado e agora. Acho que eu pertenço aos monopostos. Minha meta é continuar com monopostos, disse.

"Eu estou tentando ver o que podemos fazer para o próximo ano. No momento estamos olhando algumas opções. Na Fórmula 1 há algumas opções e fora há outras. É muito duro lá fora."

O piloto espanhol disse que estaria interessado em ser piloto de testes ou reserva, mas apenas com uma equipe de elite da Fórmula 1.

"Se é uma equipe muito boa, sim. Porque em uma boa equipe que você pode fazer tantas coisas, você tem um simulador e você pode testar outros carros. Essa também é uma opção."

Ele descartou séries como a Fórmula E - dizendo que é "muito lenta" para ele - e Super Formula, onde ele acha que seria mais difícil de receber o pagamento.

"Para ser honesto, eu não olhei para isso, porque eu acho que no final do dia a maior parte dos pilotos pagam, e não recebem o pagamento", disse ele.

"Portanto, não é uma opção. Eu acho que a Super Fórmula no passado era uma opção, mas não agora. Não é tão atraente como era dois ou três anos atrás."

Merhi admitiu que um movimento para IndyCar seria atraente, no entanto. "Eu gosto muito do carro. Eles são rápidos. A única coisa é que eles são um pouco pesados, mas eles têm enorme downforce e eu acho que seria bom dirigi-los. É semelhante a um carro da FR3.5, ou algo parecido".

compartilhar
comentários
Horner: 2015 conturbado uniu e deixou a Red Bull mais forte
Artigo anterior

Horner: 2015 conturbado uniu e deixou a Red Bull mais forte

Próximo artigo

John Surtees é condecorado por carreira no automobilismo

John Surtees é condecorado por carreira no automobilismo
Carregar comentários