Fórmula 1
10 out
-
13 out
Evento encerrado
24 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
14 nov
-
17 nov
Evento encerrado
28 nov
-
01 dez
Evento encerrado

Perdeu pro sono? Veja destaques do GP da Austrália de Fórmula 1

compartilhar
comentários
Perdeu pro sono? Veja destaques do GP da Austrália de Fórmula 1
Por:
, Repórter
18 de mar de 2019 11:29

Disputada no circuito de Albert Park, em Melbourne, corrida abriu temporada 2019 da categoria máxima do automobilismo mundial

Está encerrado o fim de semana do primeiro Grande Prêmio da temporada 2019 da Fórmula 1! Depois de três dias de atividades, com quebra de recorde e um inesperado vencedor na Austrália, o Motorsport.com Brasil relembra o que de mais importante aconteceu entre sexta-feira e domingo no famoso circuito de Albert Park.

Leia também:


Bottas e Hamilton sobrando com a Mercedes

Podium: race winner, Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1, second place Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 and third place Max Verstappen, Red Bull Racing celebrate

Podium: race winner, Valtteri Bottas, Mercedes AMG F1, second place Lewis Hamilton, Mercedes AMG F1 and third place Max Verstappen, Red Bull Racing celebrate

Photo by: Glenn Dunbar / LAT Images

A corrida foi vencida pela Mercedes, como se poderia esperar, mas não por Lewis Hamilton: o inglês sobrou nos treinos e cravou a pole - e o recorde de volta mais rápida da história da pista australiana -, mas quem faturou a primeira vitória do ano na F1 foi seu companheiro Valtteri Bottas. O finlandês ultrapassou o pentacampeão mundial logo na largada e não saiu mais da ponta para subir ao lugar mais alto do pódio em Melbourne, com direito a ponto extra pelo giro mais veloz da prova. Será que Bottas se consolidará como um postulante ao título? O forte ritmo da Mercedes vai continuar para as etapas seguintes do campeonato? A ver.

Ferrari vai mal e prioriza Vettel

Sebastian Vettel, Ferrari SF90

Sebastian Vettel, Ferrari SF90

Photo by: Joe Portlock / LAT Images

Se a equipe alemã foi bem, não se pode dizer o mesmo da sua principal rival. A Ferrari foi destaque negativo: perdeu o rendimento da pré-temporada e deixou muito a desejar. Sebastian Vettel não teve um bom ritmo e chegou apenas em quarto. E precisou de ordem da equipe para garantir a posição: seu companheiro Charles Leclerc vinha mais rápido logo atrás, mas o chefe Mattia Binotto ordenou que o monegasco não atacasse o tetracampeão mundial. Polêmicas à parte, o fato é que a escuderia precisa melhorar, até porque tem seu status de adversária nº1 da Mercedes ameaçada pela Red Bull, que confirmou o bom rendimento do motor Honda e foi ao pódio com Verstappen.

Abandonos de Ricciardo e Grosjean

Daniel Ricciardo, Renault F1 Team

Daniel Ricciardo, Renault F1 Team

Photo by: Mark Sutton / Sutton Images

Agora na Renault, Daniel Ricciardo voltou a ter azar em Melbourne: na largada, o piloto da casa teve que sair da pista para desviar de uma Racing Point e quebrou sua asa dianteira numa irregularidade da grama. Ele até conseguiu ir aos boxes e trocar o bico, mas depois teve de abandonar e amargar nova decepção na Austrália, que nunca teve um piloto de seu país no pódio de um GP. Outro que repetiu a má sorte em Albert Park foi Romain Grosjean: pelo segundo ano consecutivo, a Haas não prendeu direito a roda dianteira esquerda em um pit stop e o francês teve de parar o VF-19 quando estava na zona de pontuação. O piloto, aliás, fez uma análise das novas regras aerodinâmicas de 2019.

Penúria de Robert Kubica

Robert Kubica, Williams FW42

Robert Kubica, Williams FW42

Photo by: Joe Portlock / LAT Images

Voltando a disputar um GP depois de oito anos afastado das corridas da categoria, Robert Kubica teve muito sofrimento em seu retorno às provas da F1. Depois de tocar Pierre Gasly, da Red Bull, na largada, o polonês teve de ir aos boxes para trocar o bico. Ele, que já largara em último, voltou ainda mais atrás do pelotão e teve de brigar com o novo carro da Williams. O FW42 chegou atrasado à pré-temporada e é, de longe, o monoposto mais lento do grid. Tanto que foi o único a fazer um tempo de classificação inferior ao do ano passado. E Kubica ainda teve dificuldades para ver as luzes da largada, além de ter perdido um retrovisor na terceira volta. O piloto de 34 anos ficou em último.

Bom ritmo da Haas

Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19

Kevin Magnussen, Haas F1 Team VF-19

Photo by: Glenn Dunbar / LAT Images

A equipe norte-americana começou sua quinta temporada na Fórmula 1 com o pé direito. Colocou Grosjean em sexto e Kevin Magnussen em sétimo, além de apresentar bom rendimento durante todo o fim de semana. O piloto dinamarquês fez prova bastante consistente e comprovou a força do novo carro. Bom sinal para a escuderia, que larga na frente na acirrada disputa do pelotão intermediário. O lado negativo foi o "Déjà-vu" para Grosjean, que dá sequência à sua maré de azar. De toda forma, o GP da Austrália trouxe boas notícias para o time de Gene Haas. Bom também para o brasileiro Pietro Fittipaldi, piloto de testes que pode ter a chance de guiar o VF-19 em treinos livres.

Próximo artigo
Verstappen é 1º piloto da F1 desde Barrichello a levar Honda ao pódio

Artigo anterior

Verstappen é 1º piloto da F1 desde Barrichello a levar Honda ao pódio

Próximo artigo

GP da Austrália 2019 de F1 tem uma ultrapassagem a menos que prova de 2018

GP da Austrália 2019 de F1 tem uma ultrapassagem a menos que prova de 2018
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Autor Carlos Costa