Piloto do Dia, Gasly acreditou que bateria em disputa com Pérez

Francês largou na 12ª colocação e terminou em oitavo, o que lhe rendeu o prêmio de Piloto do Dia

Piloto do Dia, Gasly acreditou que bateria em disputa com Pérez
Carregar reprodutor de áudio

Piloto da AlphaTauri na Fórmula 1, Pierre Gasly admite que pensou "estávamos no muro" quando ele conseguiu uma ultrapassagem espetacular sobre Sergio Pérez no GP da Bélgica deste domingo.

Gasly tentou ultrapassar o mexicano na descida da colina da La Source para a Eau Rouge e conseguiu passar pela direita quando a lacuna entre a Racing Point e a barreira diminuiu. A manobra foi uma das várias que Gasly fez durante uma corrida para o oitavo lugar, que também lhe rendeu a votação de Piloto do Dia.

Leia também:

Ele foi o único piloto a começar com pneus duros e, juntamente com Pérez, foi um dos dois únicos que optou por ficar na pista quando todos os outros pararam no safety car, devido ao acidente entre Antonio Giovinazzi e George Russell.

Após a corrida, Gasly relembrou o momento com Pérez quando Anthony Davidson, da Sky F1, lhe mostrou um vídeo. "Honestamente, pensei que estávamos no muro", disse ele. “Não estou brincando, eu estava por dentro, parecia que não conseguia me mover mais do que isso. E nesse ponto provavelmente estamos indo a 280 ou 300 km/h”.

“O Sergio me apertou muito, o que me deixou ainda mais como se eu não fosse levantar, vou fazer isso funcionar. E foi apertado”.

"Sergio é um piloto duro, eu sabia, mas com certeza. Meu batimento cardíaco disparou um pouco quando ele começou a me apertar, mas eu estava comprometido e eu estava tipo, não tem como eu levantar, vou fazer esse movimento funcionar, e foi ótimo”.

Questionado se avaliava contra quem estava competindo, Gasly disse: "Na verdade não, porque você sabe onde está o limite e sempre espera o respeito de todos. E também, você sabe onde está a linha e não deve cruzá-la”.

"E isso estava no limite, mas no final havia espaço para um carro”.

Gasly também ultrapassou Sebastian Vettel, da Ferrari, que travou tentando se manter à frente. “Acho que eles tentaram muitas coisas neste final de semana com asas, uma baixa, outra alta, mas quero dizer, é até doloroso vê-los tão lentos, especialmente quando você vê o que eles alcançaram no ano passado”.

"Há claramente um déficit enorme e eles não podem lutar de verdade. Quero dizer, estou feliz por terminar à frente deles, com certeza. Mas eles estão passando por um período difícil”.

Gasly admitiu que não foi fácil com os pneus duros nas primeiras voltas. “Devo dizer que foi um pouco difícil inicialmente em comparação com os outros caras com a opção [média], então tentei manter tudo limpo, ficar perto dos caras da frente. Fiquei feliz em ganhar essas duas posições na volta um, porque nós não esperávamos isso”.

"Esperávamos lutar um pouco como nas três primeiras voltas e foi o contrário. Me senti ótimo. Tive bastante ritmo em comparação com os outros rapazes e depois comecei imediatamente a fazer alguns movimentos”.

Hamilton deita e rola em dia de vexame ferrarista; Cesar Ramos e Motorsport analisam

.

compartilhar
comentários
Mercedes esclarece comunicação sobre modo de ultrapassagem de Bottas
Artigo anterior

Mercedes esclarece comunicação sobre modo de ultrapassagem de Bottas

Próximo artigo

Hamilton critica corridas chatas e cobra mudanças da F1: "Se fosse fã, teria visto a largada e voltado a dormir"

Hamilton critica corridas chatas e cobra mudanças da F1: "Se fosse fã, teria visto a largada e voltado a dormir"