Ricciardo detona "idiotas" por trás das mídias sociais da F1 e critica Drive to Survive

Australiano voltou a criticar a F1 por usar excessivamente imagens de batidas e acidentes e questionou manipulação da verdade na série da Netflix

Ricciardo detona "idiotas" por trás das mídias sociais da F1 e critica Drive to Survive

Daniel Ricciardo disparou contra os "idiotas" responsáveis pelas estratégias de mídias sociais da Fórmula 1, por usar grandes batidas e acidentes como forma de atrair interesse dos fãs. Segundo o piloto da McLaren, o esporte precisa "crescer" em sua atitude, por considerar que ainda glorificam demais os acidentes em vez de focar em outros elementos do esporte.

No ano passado, Ricciardo falou diretamente com os chefes da F1 para criticar o modo como as transmissões mostraram repetidamente o grave acidente de Romain Grosjean no GP do Bahrein durante o período de bandeira vermelha.

Leia também:

Em entrevista à revista britânica Square Mile, Ricciardo diz acreditar que a F1 continua indo além do necessário.

"No ano passado, a F1 publicou em suas redes sociais vídeos como "top 10 momentos do ano" ou algo do tipo, e oito deles eram de acidentes. Eu fiquei 'seus idiotas do c******'. Talvez crianças de 12 anos queiram ver esse tipo de conteúdo e achem legal porque não sabem muito. Mas nós não somos crianças. Façam melhor. Sejam melhores".

Ricciardo sentiu uma mudança de dinâmica dentro do esporte com as coisas sendo mais abertas para o consumo público, algo impulsionado pela série da Netflix, Drive to Survive.

"Acho que a primeira temporada de Drive to Survive foi ótima. Passo algum tempo nos Estados Unidos e senti a diferença entre uma viagem e outra. Foi a primeira vez que comecei a ser reconhecido e as pessoas falavam da série".

"Então isso fez maravilhas, mesmo além das redes sociais, mas os números nas mídias sociais explodiram. Fez muito para nós e o esporte. Na segunda temporada, haviam alguns episódios ou partes em que em senti que eles forçaram um pouco".

"Eles tentaram criar uma rivalidade entre eu e Sainz que não era real. Ele não era um rival maior do que qualquer outro. Não havia nenhum ressentimento com ele, mas acho que a Netflix queria algo, então passei a receber muitas perguntas sobre Carlos".

"Talvez ninguém tenha percebido mas, para mim, ele é ótimo. Talvez existam outras pessoas que eu não goste, mas Carlos não.... Tudo bem, ele se veste como uma pessoa de 60 anos, mas além disso, ele é legal".

Ricciardo disse que a F1 havia acatado suas preocupações sobre as imagens do acidente de Grosjean uma longa conversa que teve com a diretora de marketing e comunicação Ellie Norman no Bahrein.

"Acho que ela compreendeu e agradeceu, e acho que aceitou minhas preocupações também. Ela não se defendeu. Também buscou ouvir e aprender, como poderiam fazer as coisas diferentes. Mas também me explicou os motivos para fazer as transmissões naquele modo".

TRETA entre Hamilton e Russell? Notícia que circula é VERDADEIRA ou FALSA?

Assine o canal do Motorsport.com no Youtube

Os melhores vídeos sobre esporte a motor estão no canal do Motorsport.com. Inscreva-se já, dê o like (joinha) nos vídeos e ative as notificações, para sempre ficar por dentro de tudo o que rola em duas ou quatro rodas.

PODCAST: Um sorriso mesmo sem vitória? Quais são os pilotos mais carismáticos da F1, mesmo sem grandes resultados?

 

compartilhar
comentários
F1: Mercedes anuncia reestruturação; diretor técnico James Allison assumirá cargo sênior

Artigo anterior

F1: Mercedes anuncia reestruturação; diretor técnico James Allison assumirá cargo sênior

Próximo artigo

F1: GP de São Paulo adia definição sobre ingressos para maio; veja

F1: GP de São Paulo adia definição sobre ingressos para maio; veja
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula 1
Pilotos Daniel Ricciardo
Autor Jonathan Noble