Vettel prevê luta árdua com Red Bull e Mercedes na Hungria

Segundo mais veloz nesta sexta, líder do campeonato se diz animado com pacote da Ferrari para Budapeste

Vettel prevê luta árdua com Red Bull e Mercedes na Hungria
Sebastian Vettel, Ferrari SF70-H
Sebastian Vettel, Ferrari
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70-H
Sebastian Vettel, Ferrari SF70H
Sebastian Vettel, Ferrari
Carregar reprodutor de áudio

Depois de concluir o primeiro dia de atividades de pista do GP da Hungria nesta sexta-feira (28), Sebastian Vettel se confessou otimista para o final de semana em Budapeste. Vencedor da prova em 2015, o alemão ficou em segundo em Hungaroring no TL2 – treino mais veloz do dia.

Ele crê, no entanto, que a Ferrari está junta da Red Bull – mais veloz com Daniel Ricciardo nas duas sessões – e de Mercedes na disputa pela pole position neste sábado.

"Nesta manhã eu não estive tão feliz", falou Vettel.

"Mas à tarde comecei a ganhar o ritmo. Então, acho que não estivemos tão mal, mas é difícil ler a sessão. Ferrari, Mercedes e Red Bull estão muito próximas. Deveremos ter uma boa diversão amanhã.”

“Precisamos encontrar as melhores configurações para o futuro e trabalhar um pouco mais nos pneus e na pilotagem. Então, deve melhorar.”

“Eu tive algum dano no carro depois de andar sobre uma zebra, de modo que tivemos que voltar para a garagem. Mas no final estava bem. Vimos alguns carros saírem da pista hoje, especialmente nas saídas das curvas 4 e 11, que são bastante difíceis.”

“Tudo parece funcionar, então deveremos estar em um lugar melhor amanhã. Dois anos atrás, a corrida não foi ruim: ganhamos. No entanto, você sempre espera que a melhor corrida esteja por vir. Nós temos outra chance no domingo e estamos ansiosos para isso."

compartilhar
comentários
Ricciardo diz que atualização deu ar de carro novo ao RB13
Artigo anterior

Ricciardo diz que atualização deu ar de carro novo ao RB13

Próximo artigo

Hamilton e Bottas dizem que sexta não foi boa para Mercedes

Hamilton e Bottas dizem que sexta não foi boa para Mercedes