Vergne diz que “não dormiu bem” por duas semanas antes de vitória

compartilhar
comentários
Vergne diz que “não dormiu bem” por duas semanas antes de vitória
Por:
23 de mar de 2019 12:24

Piloto fala que triunfo na China é alívio após sequência de corridas difíceis nesta temporada

Jean-Eric Vergne, campeão da Fórmula E, disse que "não dormiu bem" na preparação para sua vitória no E-Prix de Sanya, após sua decepcionante corrida em Hong Kong.

Vergne derrotou o pole position Oliver Rowland em Sanya com uma manobra corajosa na última curva na volta 19 de 36.

Leia também:

A vitória do piloto da DS Techeetah em Sanya foi sua primeira da temporada de 2018/19 e veio depois que Vergne pediu o fim da "espiral negativa" enquanto tinha dificuldades para entender seu carro Gen2 e só conseguiu terminar em 13º em Hong Kong após um acidente na qualificação.

A vitória de Vergne também foi a primeira da Techeetah após se ligar à DS antes da temporada 2018/19.

"É a nossa primeira vitória como equipe nova, a DS Techeetah, e eu me sinto muito orgulhoso e feliz por poder trazer essa vitória à DS", disse Vergne.

"É um novo relacionamento, e é sempre difícil quando você começa. Mas depois de 20 corridas seguidas nos pontos, não poder estar nos pontos nas últimas duas corridas foi muito difícil para mim.”

"Eu não dormi muito bem entre Hong Kong e aqui.”

"Mas a luta que tivemos, fomos capazes de nos manter juntos e continuar trabalhando com o mesmo desejo de seguir em frente, fazendo o melhor trabalho possível. Valeu a pena hoje. Eu não poderia estar mais feliz com o trabalho que fizemos. E como você disse, é um grande dia para nós, somos uma equipe chinesa e vencer aqui foi absolutamente incrível. No pódio nós tivemos o hino chinês e todos os fãs estavam cantando. Foi realmente muito emocionante."

Vergne acredita que a sua manobra decisiva na curva final da pista foi bem sucedida porque pegou Rowland de surpresa. O piloto da Techeetah estava visivelmente recuperando e conservando energia em sua perseguição a Rowland, ganhando uma vantagem de energia.

"Ele é [Rowland] um homem difícil de ultrapassar. Ele se move um pouco, às vezes muito, mas isso é corrida, você joga dentro das regras", disse Vergne.

"Eu vi que havia apenas uma curva onde eu poderia alcançá-lo. Eu tentei atacá-lo em muitas outras curvas, mas não naquela. E a cada volta eu estava freando extremamente cedo, então ele viu que nunca estive perto dele.”

"Na verdade, uma vez Daniel Abt tentou me passar naquela curva. E quando chegou o momento eu fui para cima de Rowland.”

"Acho que o surpreendi. Provavelmente foi a única curva que ele não estava olhando no espelho, porque sabia que eu estava sempre freando extremamente cedo em todas as voltas anteriores."

Próximo artigo
Felix da Costa volta a liderar F-E; confira classificação atualizada

Artigo anterior

Felix da Costa volta a liderar F-E; confira classificação atualizada

Próximo artigo

Por bater em Di Grassi e Frijns, Buemi é punido após prova; Massa sobe para 10º

Por bater em Di Grassi e Frijns, Buemi é punido após prova; Massa sobe para 10º
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria Fórmula E
Evento Sanya ePrix
Pilotos Jean-Eric Vergne
Equipes Techeetah
Autor Tom Errington