Alonso vê como "impossível" correr nas 500 Milhas em 2021 e 2022 por compromisso com Renault na F1

compartilhar
comentários
Alonso vê como "impossível" correr nas 500 Milhas em 2021 e 2022 por compromisso com Renault na F1
Por:

O bicampeão vê a prova da semana que vem como sua última tentativa de conquistar a Tríplice Coroa por algum tempo

Fernando Alonso é um dos grandes nomes das 500 Milhas de Indianápolis de 2020, que inicia suas atividades de pista nesta quarta (12). O espanhol busca completar a Tríplice Coroa do Automobilismo e se juntar a Graham Hill como os únicos a conquistarem tal feito. Mas o bicampeão da Fórmula 1 admite: essa será sua última chance por algum tempo.

Em 2017, a expectativa da McLaren com a F1 era tão baixa que Alonso conseguiu uma liberação para pular o GP de Mônaco para correr em Indianápolis, com uma entrada da Andretti apoiada pela McLaren. Ele foi uma das estrelas daquela edição e estava na luta pela vitória até que seu motor Honda o deixou na mão no final da prova.

Leia também:

Depois de seu período sabático da F1, Alonso afirmou que a preparação para as 500 Milhas dos últimos dois anos foi mais fácil, mas já deixou claro que, com a volta à F1 em 2021, seu foco será a Renault.

Com as notícias de que o GP de Mônaco e as 500 Milhas de 2021 não serão no mesmo fim de semana (23 e 30 de maio, respectivamente), houve uma especulação de que ele conseguiria fazer ambos, apesar da classificação para as 500 Milhas acontecer no mesmo dia do GP.

As regras do Indianápolis Motor Speedway determinam que quem se classifica é o carro e não o piloto então, em teoria, ele poderia colocar alguém em seu lugar para participar da classificação e o espanhol assumiria, largando da 33ª posição.

Mas o bicampeão da F1 colocou um fim a essa ideia quando perguntado sobre sua preparação mental para a corrida e se ele via a 104º edição das 500 Milhas como "a última chance para tentar vencer por enquanto".

"É uma boa questão", disse. "Acho que eu abordo a corrida sabendo que nos próximos dois anos será impossível participar. Teria que perder o final de semana de classificação se eu quisesse".

"Eu também não estarei com a McLaren no próximo ano na F1 também então isso não funcionaria. Sei que por pelo menos dois anos não estarei aqui".

"Olha, essa é a situação do momento. Estou aqui para curtir o momento, pronto para dar o meu melhor e ajudar a equipe o máximo possível. Vamos ver quais são as possibilidades no futuro. Se vencer a corrida eventualmente, pode abrir a possibilidade para coisas diferentes".

Perguntado sobre suas atividades no mundo do esporte a motor até o fim da temporada, Alonso falou que quer descansar um pouco.

"Quando eu saí da F1 em 2018, 2019 teve muita coisa, fui muito ativo. Corri de janeiro, nas 24 Horas de Daytona e Sebring, depois fui para testes do WEC, Spa, 24 Horas de Le Mans, Indy, preparação do carro. Tive uma temporada completa".

"Em 2020 eu queria relaxar um pouco mais. Fiz o Dakar em janeiro e parti para foco total na Indy. Nessa segunda parte quero relaxar, recarregar as baterias. Vou voltar para a F1 em 2021, sei que isso demandará muito de mim".

"Quando o vírus chegou, tivemos um período mais calmo - mais do que todos queriam. Mas, no meu caso, eu só planejava fazer as 500 Milhas".

"É o que estou fazendo. A partir da segunda, 24 de agosto, começo mais uma fase calma, me preparando física e mentalmente. Terei alguns dias no simulador da Renault, talvez participar de duas ou três corridas para ver como eles trabalham. Mas vai ser mais tranquilo".

GP dos 70 Anos escancara 'fogo amigo' de Mercedes e Ferrari contra Bottas e Vettel

PODCAST – O que aconteceria em um duelo Ham x Ver em igualdade de condições?

 

Com Alonso, Castroneves e Kanaan, 500 Milhas de Indianápolis de 2020 tem 33 carros confirmados; veja lista

Artigo anterior

Com Alonso, Castroneves e Kanaan, 500 Milhas de Indianápolis de 2020 tem 33 carros confirmados; veja lista

Próximo artigo

Alonso: Fãs vão adorar a Indy 500 virtual no futuro

Alonso: Fãs vão adorar a Indy 500 virtual no futuro
Carregar comentários