MotoGP GP da França

Chefe da Honda admite que marca japonesa ainda não encontrou caminho na MotoGP

Alberto Puig falou sobre processo da Honda em busca da volta à glória

Joan Mir, Repsol Honda Team

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

O chefe da Honda, Alberto Puig, admitiu que a montadora japonesa ainda não encontrou uma direção clara para a RC213V com o objetivo de sair do fundo do poço na MotoGP.

Apesar de mostrar sinais de recuperação na intertemporada,  e com a adoção de um novo sistema de concessões, a Honda ainda não progrediu neste começo de 2024. Na chegada ao GP da França deste fim de semana, a Honda é a última colocada no Mundial de Construtores com apenas 13 pontos, tendo ficado de fora do top 10 em todas as corridas do ano até aqui.

Leia também:

A Honda está trabalhando em uma nova "moto de laboratório", cujo desenvolvimento é liderado pelo piloto de testes Stefan Bradl, mas tanto Joan Mir quanto Johann Zarco, não ficaram impressionados com seu comportamento na pista - com Zarco inclusive voltando à especificação anterior no teste de Jerez.

Falando sobre a forma recente da Honda, Puig disse que a equipe ainda está tentando descobrir qual direção seguir com o futuro da RC213V.

"Se pudermos entender qual direção seguir, podemos dar passos adiante. Claro, muitas das coisas que você descobre não são automáticas. Provavelmente você não poderá utilizá-las no próximo GP, mas é possível começar a preparação".

"Temos que continuar fazendo o que estamos fazendo. Estamos dando o nosso melhor. A Honda não está descansando, preciso dizer isso. A única coisa certa é que ainda não podemos encontrar a direção que precisamos e queremos".

A fala de Puig, porém, contrastam com o otimismo exibido por Mir no teste de Jerez, quando o campeão de 2020 afirmou que a Honda havia encontrado uma "direção clara" em seu conceito.

Photo by: Gold and Goose / Motorsport Images

Puig deixou claro que a Honda não está deixando nada para trás em sua busca para voltar à frente do grid, e que está se aproveitando do fato de poder usar os quatro pilotos para testar novas peças, que estão sendo introduzidas em um ritmo acelerado. 

A marca está trabalhando em proximidade com a satélite LCR, colocando Zarco e Takaaki Nakagami no projeto de melhora da RC213V.

"Posso dizer mais ou menos o que já estamos dizendo há alguns meses. Estamos testando muitas, muitas coisas, e estamos tentando encontrar uma solução, porque claramente ainda não estamos onde gostaríamos de estar. Temos quatro pilotos e estamos usando todos para testar coisas diferentes. Estamos buscando a melhor combinação possível".

TIRO NO PÉ? MotoGP mexe em motor, aerodinâmica e mais para 2027: FAUSTO analisa | Prévia de Le Mans

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

PÓDIO CAST #9 - Tudo sobre as novas regras da MotoGP para 2027 e a prévia do GP da França

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior GP da França de MotoGP: Horários e como assistir à etapa de Le Mans
Próximo artigo ANÁLISE: Regulamento de 2027 mudará MotoGP para o bem ou para o mal?

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil