MotoGP
15 out
Evento encerrado
18 out
Evento encerrado
25 out
Evento encerrado
R
GP da Austrália
23 out
Canceled
08 nov
Evento encerrado
22 nov
Evento encerrado

Fabio Quartararo reconhece que Joan Mir mereceu o título da MotoGP: “Foi mais consistente”

compartilhar
comentários
Fabio Quartararo reconhece que Joan Mir mereceu o título da MotoGP: “Foi mais consistente”
Por:

Francês teve mais vitórias que o rival, mas chegou pouco ao pódio e terminou algumas etapas sem pontuar

O francês Fabio Quartararo atribuiu o título da temporada de MotoGP de Joan Mir mais à consistência do piloto da Suzuki do que às suas próprias dificuldades na segunda metade da temporada.

Liderando o campeonato durante boa parte do ano, Fabio Quartararo viu Joan Mir conquistar o título de 2020 no domingo, em Valência, antes do último GP da temporada. O francês teve problemas em cinco etapas desde Barcelona, ​​sendo o oitavo lugar o melhor resultado no período e terminando duas corridas sem pontuar, incluindo a do último domingo. 

Leia também:

Quartararo acredita, no entanto, que não foi ele quem perdeu o título, mas sim Mir quem foi melhor.

"Foi Joan quem ganhou o campeonato", disse o piloto da SRT ao site oficial da MotoGP. "Podíamos ter feito melhor, faltou consistência. Foi a principal habilidade do Joan este ano. Infelizmente, não conseguimos. O nosso ritmo esteve muito abaixo neste fim de semana. ”

Fábio Quartararo realmente teve muitos altos e baixos em 2020. Apesar das três vitórias, duas a mais que Joan Mir, não teve outro pódio. Para piorar, a queda em Misano e as más atuações em Brno, Red Bull Ring, Le Mans e MotorLand Aragón tiraram dele muitos pontos. 

Os resultados de Mir foram muito mais consistentes que os de Quartararo. As dificuldades do piloto da Suzuki ficaram no início do campeonato, com duas quedas em corridas, a primeira em Jerez e a segunda em Brno, provocadas por erro de Iker Lecuona. Nos dez GPs disputados desde então, Mir conquistou sete pódios, resultados que o impulsionaram do 14º lugar no campeonato para o agora inatingível primeiro lugar.

"A consistência dele foi incrível", disse Quartararo. “Nenhuma queda na corrida, sempre pontuando, e pontuando bem. No final, foi isso que o fez progredir. Ele é o campeão, então quero dar os parabéns porque ele fez uma temporada incrível. É difícil quando você tem um início de temporada ruim, como ele teve nas três primeiras corridas, e fez um trabalho muito bom. "

Dominadores na qualificação, os pilotos da Yamaha também têm um total de sete vitórias este ano, mais da metade dos GPs disputados até agora, o que mostra que a M1 tem bom desempenho. Quartararo lamentou, porém, que também possa ser ruim, com atuações às vezes muito aquém das expectativas.

"Sabemos que quando a moto está boa, disputamos as vitórias, os pódios", explicou. "É tudo ou nada. Temos que encontrar o meio-termo para ter bons resultados. [É preciso] consistência. Essa foi a chave para a Suzuki estar na frente. Este ano tem sido muito estranho para todos. Temos que aprender as lições para 2021. "

Veja como a sujeira do GP da Turquia revelou os 'segredos' aerodinâmicos dos carros da Fórmula 1

Podcast #076 – Hamilton x Schumacher: a comparação entre os campeões da F1

 

MotoGP: Álex Márquez revela que punho estava estava "dormente" durante o GP de Valência

Artigo anterior

MotoGP: Álex Márquez revela que punho estava estava "dormente" durante o GP de Valência

Próximo artigo

Rossi: Yamaha precisa de um programa de testes "sério" na MotoGP

Rossi: Yamaha precisa de um programa de testes "sério" na MotoGP
Carregar comentários