MotoGP
13 set
-
15 set
Evento encerrado
20 set
-
22 set
Evento encerrado
04 out
-
06 out
Evento encerrado
18 out
-
20 out
Evento encerrado
25 out
-
27 out
Evento encerrado
01 nov
-
03 nov
Evento encerrado
R
GP de Valência
15 nov
-
17 nov
Próximo evento em
2 dias

Márquez: Honda não tolerava ser mais lenta que a Ducati em reta

compartilhar
comentários
Márquez: Honda não tolerava ser mais lenta que a Ducati em reta
Por:
19 de mar de 2019 14:38

Piloto espanhol revela que fábrica de time japonês trabalhou “obcecada” em encontrar mais velocidade no motor antes da temporada

Atual campeão da MotoGP, Marc Márquez disse que uma das razões para a Honda se concentrar no desenvolvimento de motores durante o inverno é o fato de não poder suportar o fato de a Ducati ter uma moto mais rápida em reta.

Na abertura da temporada no Catar, Márquez alcançou uma velocidade máxima de 352km/h, ultrapassando por pouco o recorde estabelecido em 2016 pelo piloto da Ducati, Andrea Iannone.

Leia também:

Além disso, três das cinco motos mais rápidas em velocidade máxima no circuito de Losail foram Hondas, com Cal Crutchlow e Jorge Lorenzo a juntando-se a Márquez nessa lista. As outras duas eram uma Ducati (Jack Miller) e uma Suzuki (Joan Mir).

O vencedor da corrida, Andrea Dovizioso, não ficou entre os dez mais velozes da corrida, com uma velocidade máxima de 346,3 km/h, ficando em 11º na lista do speed trap.

Márquez disse que preferiria ter que lidar com os efeitos colaterais do aumento de potência do que lutar contra o déficit de velocidade final, como fez nos anos anteriores.

"Neste inverno, na Honda, eles estavam obcecados com a velocidade máxima", disse Márquez. "Quando eles veem outra moto sendo mais rápida do que a nossa, eles não a toleram”.

"Quando você tem um motor potente, há mecânicos e ferramentas para lidar com quaisquer problemas."

O diretor esportivo da Ducati, Paolo Ciabatti, disse que uma das razões pelas quais a Ducati ficou para trás nos speed traps foram as regras aerodinâmicas novas, que não permitem mais que o fabricante italiano corra com uma versão de sua carenagem sem as aletas.

Ciabatti disse ao Motorsport.com: "no ano passado, Dovizioso correu no Catar sem aletas e isso permitiu a ele obter velocidades máximas mais elevadas”.

"No entanto, com os novos regulamentos, tivemos que homologar uma carenagem com aletas, e você não pode removê-las em alguns circuitos específicos.”

"Esse fato significou que a velocidade máxima de nossa moto diminuiu."

Andrea Dovizioso, Ducati Team

Andrea Dovizioso, Ducati Team

Photo by: Gold and Goose / LAT Images

Próximo artigo
Engenheiros da F1 discutem polêmica aerodinâmica da Ducati

Artigo anterior

Engenheiros da F1 discutem polêmica aerodinâmica da Ducati

Próximo artigo

MotoGP: Quartararo atribui erro no Catar à "pressão"

MotoGP: Quartararo atribui erro no Catar à "pressão"
Carregar comentários

Sobre esta matéria

Categoria MotoGP
Pilotos Marc Marquez Compre Agora
Equipes Repsol Honda Team
Autor Oriol Puigdemont