MotoGP GP da Itália

MotoGP: Espargaró deve ser piloto de testes da Honda em 2025

Não se sabe ao certo o que isso significa para o futuro do atual piloto de testes da Honda, Stefan Bradl

Aleix Espargaro, Aprilia Racing Team

Após anunciar sua aposentadoria da MotoGP no fim de 2024, Aleix Espargaró deve se tornar o piloto de testes oficial da Honda em 2025, segundo apurado pelo Motorsport.com.

Espargaró anunciou antes do GP da Catalunha da semana passada que se aposentará no final da temporada de 2024, encerrando uma carreira de 20 anos no paddock da MotoGP, que até agora rendeu três vitórias na categoria rainha com a Aprilia.

Leia também:

O catalão já havia dito na época que estava pensando seriamente na possibilidade de se tornar um piloto de testes, dada a experiência que possui.

Apesar do sucesso que teve com a Aprilia, a marca com a qual correu nos últimos oito anos e para a qual trouxe suas respectivas primeiras vitórias na MotoGP, Espargaró já deixou claro que não continuará com a marca italiana.

O Motorsport.com apurou que a Honda está perto de garantir os serviços de Espargaró como piloto de testes para 2025, o que representa um grande desafio para o espanhol, dadas as dificuldades da marca nos últimos anos. Não está claro o que isso significaria para o atual piloto de testes da Honda, Stefan Bradl.

Espargaró chegou à Aprilia em 2017, depois de dois anos na Suzuki, dois anos após o retorno da marca de Noale à MotoGP. Durante esses oito anos, ele assumiu o papel de desenvolver a RS-GP, que deixou de ser a pior moto do grid para se tornar, neste momento, uma motocicleta capaz de vencer corridas e fazer frente à poderosa Ducati - um trabalho que ele agora espera repetir na Honda.

Espargaró também foi fundamental no desenvolvimento da GSX-RR da Suzuki em um pacote vencedor de corridas. 

A Honda está passando por uma seca que não parece estar perto de terminar. Com exceção da vitória solitária de Álex Rins no ano passado em Austin, a gigante japonesa está passando pelo pior momento de sua história.

Nos últimos dois anos, a Honda terminou em último lugar na classificação dos fabricantes e perdeu Marc Marquez para a equipe Gresini Ducati devido à sua falta de desempenho. Antes do GP da Itália deste domingo em Mugello, Joan Mir é o líder da Honda na classificação com 13 pontos, enquanto seu companheiro de equipe Luca Marini ainda não pontuou.

MotoGP mais perto do Brasil! Pecco VENCE mas Martín AMPLIA PONTA e Márquez BRILHA na Espanha

Faça parte do Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube

Ouça o Pódio Cast #12, com o pós-GP da Catalunha e as últimas sobre a MotoGP no Brasil

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte do nosso canal no WhatsApp: clique aqui e se junte a nós no aplicativo!

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Acosta não vê Márquez na KTM em 2025 e cutuca situação da Ducati: "Parece uma novela"
Próximo artigo MotoGP: Marc Márquez será piloto de fábrica da Ducati em 2025; Martín deixará fabricante

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil