MotoGP: Punição de Márquez é anulada por Tribunal da FIM

Ausência de espanhol nas corridas seguintes ao GP de Portugal ‘valeu’ como punição

Marc Marquez, Repsol Honda Team

Marc Márquez não terá de cumprir a punição que recebeu por uma batida no GP de Portugal da MotoGP depois de esta ter sido anulada pelo Tribunal de Recursos da FIM.

O piloto da Honda colidiu com Miguel Oliveira, da RNF Aprilia, no primeiro GP da temporada, pelo que foi punido com duas voltas longas pelos comissários da FIM.

Leia também:

Ele originalmente recebeu a penalidade para o GP da Argentina, conforme aviso dos comissários, mas logo depois que isso foi emitido, ele desistiu do evento após uma cirurgia em um polegar quebrado.

A FIM posteriormente reemitiu sua penalidade, mudando a redação para observar que Márquez teria que cumpri-la na próxima etapa em que participasse.

A Honda sentiu que esta mudança na aplicação da penalidade ia contra o regulamento e apresentou um protesto aos comissários.

Isso foi ouvido na quinta-feira do GP da Argentina, antes de ser encaminhado ao Tribunal de Recursos da FIM.

Antes do GP da Espanha, o Tribunal suspendeu a execução da penalidade enquanto o assunto era tratado - ou seja, se Márquez estivesse apto para correr em Jerez, ele não teria que cumprir a punição.

Agora, bem mais de um mês após o incidente, o Tribunal anulou a penalidade, pois considera que sua dispensa por lesão – que fez Márquez perder três etapas – foi punição suficiente.

Um comunicado da FIM dizia: “Na sequência da decisão provisória do Tribunal de Recurso do MotoGP proferida a 12 de abril de 2023 que concedeu a suspensão da execução da Aplicação da Sanção imposta a Marc Márquez, o Tribunal ainda teve de decidir sobre o mérito da decisão.

“O Tribunal decidiu anular o Pedido da Sanção imposta a Marc Márquez, que foi emitido pelo Painel de Comissários da FIM MotoGP em conexão com a sanção original.

“O Tribunal considerou que a Penalidade Dupla Volta Longa imposta a Marc Márquez pelo Painel de Comissários da FIM MotoGP durante a Corrida de MotoGP de Portugal realizada em 26 de março de 2023 foi cumprida pela não participação do Piloto na Corrida de MotoGP de 2023 da Argentina.

“Marc Márquez está, portanto, autorizado a competir na próxima corrida em que poderá participar, sem qualquer outra sanção.”

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #228 - Reclamações de Verstappen em Baku mostram que bicampeão 'sentiu o golpe'?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior MotoGP: Bastianini está fora do GP da França e Ducati convoca Petrucci em seu lugar
Próximo artigo GP da França de MotoGP: Horários e como assistir ao 1000º GP da história do Mundial, com estreia da MotoE

Principais comentários

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil Brasil