MotoGP- Rossi: "Feliz pelos pontos. Márquez? Ele é agressivo com todos

13º na Estíria, Valentino Rossi está feliz por ter marcado pontos em uma pista ruim para a Yamaha; Rossi aproveita para falar da agressividade de Márquez

MotoGP- Rossi: "Feliz pelos pontos. Márquez? Ele é agressivo com todos

O anúncio da aposentadoria ofuscou o resultado de Valentino Rossi na corrida do GP da Estíria, a prova que abriu a segunda metade da temporada de 2021.

No Red Bull Ring, o Doutor terminou a etapa em 13º, conquistando alguns pontos em um circuito complicado para a maior parte das Yamahas. Somente Fabio Quartararo pareceu imune as dificuldades encontradas pelas motos de Iwata.

Leia também:

Rossi terminou a corrida 26.2 segundos atrás do vencedor Jorge Martin, mas disse que não ficou desapontado com seu desempenho na prova.

"No final a corrida não foi um desastre. Consegui alguns pontos. Infelizmente perdi algumas posições no início, mas consegui correr bem. Tive umas disputas com outros pilotos que estavam no mesmo ritmo. No fim conquistei esses pontos, o que foi bom pois não é uma pista onde as Yamahas vão bem. Ela exige aceleração, grande velocidade máxima e são pontos em que a Yamaha sofre."

Valentino continuou a sofrer com a largada. No fim da corrida ele explicou que tem um novo sistema de largada que não gosta. Apesar de ter melhorado neste final de semana, as suas largadas continuam aquém das expectativas, o que faz com que ele perca posições no início da prova.

"Na Alemanha e na Holanda adotamos um sistema de partida diferente. Não era adequado para mim e não me sentia confortável. Nessas duas corridas eu comecei mal. Antes dessas alterações eu começava bem. Hoje melhoramos, é uma questão de eletrônica, mas ainda não estamos 100%. O outro problema surgiu na primeira volta e todos estavam muito agressivos. Temos uma moto lenta nas retas e é muito difícil não perder posições nas retas."

Perguntado sobre os toques entre Marc Márquez e Aleix Espargaró, Rossi não quis tomar lado, mas fez uma crítica não muito velado ao ex-rival.

"O que posso dizer é que o Márquez é muito agressivo com todos. Hoje foi o Aleix, nas outras vezes são outros pilotos. Sinceramente, não sei o que dizer. Não tenho ideia de como melhorar a situação".

Valentino, assim como Joan Mir, disse que na MotoGP ainda é o piloto que faz a grande diferença. Nos últimos anos, a tecnologia nas motos evoluiu muito rápido, mas o piloto ainda consegue fazer a diferença entre a eletrônica, mecânica e aerodinâmica.

"Sim, acho que os pilotos fazem a diferença. [...] Nos últimos anos o aspecto técnico assumiu uma grande importância, mas na MotoGP podemos dizer que o que mais faz diferença continua sendo o piloto."

Encerrando a coletiva, Rossi aproveitou para elogiar a vitória de Marco Bezzecchi, da VR46 Academy, na Moto2 e o retorno de Dani Pedrosa à MotoGP.

"Estou muito feliz pela vitória do Bez. Ele fez uma grande corrida e acho que isso lhe dará um impulso para o resto da temporada. Ele não está longe do topo. E também grande trabalho da equipe com o Celestino, que terminou em sexto e foi muito rápido. O Pedrosa foi muito bem, ele fez um grande retorno. Não é fácil voltar e fazer uma corrida como essa após três anos."

compartilhar
comentários
MotoGP- Marquez diz que toques com Aleix foram 'de corrida' e divide culpa
Artigo anterior

MotoGP- Marquez diz que toques com Aleix foram 'de corrida' e divide culpa

Próximo artigo

MotoGP: Entenda como Jorge Martin teve sorte com bandeira vermelha

MotoGP: Entenda como Jorge Martin teve sorte com bandeira vermelha
Carregar comentários