MotoGP: Viñales é opção para a Ducati para a temporada 2021

Contrato do espanhol com a Yamaha se encerra no fim de 2020, de que modo que a marca italiana poderia ser um destino

MotoGP: Viñales é opção para a Ducati para a temporada 2021

O chefão da Ducati na MotoGP, Gigi Dall'Igna, sugeriu que Maverick Viñales pode ser uma opção para a montadora italiana na temporada de 2021 da categoria rainha da motovelocidade mundial.

Assim como a maioria dos pilotos do campeonato, o espanhol da Yamaha não tem contrato para 2021 e poderia deixar a escuderia japonesa. Tendo isso em vista, o caminho poderia ficar aberto para a Ducati.

Leia também:

Além disso, a marca italiana não tem tantas opções de elite. O hexacampeão Marc Márquez, espanhol da Honda, deve renovar em breve com a montadora japonesa. Já o novato sensação Fabio Quartararo, francês da Yamaha Petronas, deve seguir no âmbito da fabricante.

Neste sentido, Viñales, que corre ao lado do heptacampeão Valentino Rossi na Yamaha de fábrica, surge como uma das melhores opções do mercado. É o que a Ducati parece avaliar. Atualmente, a dupla vermelha é composta pelos italianos Andrea Dovizioso e Danilo Petrucci.

Embora Dovi tenha se mostrado um piloto consistente nas últimas temporadas, inclusive incomodando Márquez em alguns momentos, entende-se que o competidor venha tendo uma relação tensa com Dall'Igna devido às recentes frustrações da Ducati.

Tendo isso em vista, é de se destacar a declaração do dirigente ao jornal italiano Gazzetta dello Sport, ao qual Dall'Igna admitiu que Viñales pode ser uma opção atraente para 2021 caso a Ducati opte por trocar seus pilotos.

"Ele é um dos pilotos que conseguiu vencer Márquez", disse o chefão da escuderia italiana sobre o piloto espanhol. "Estamos avaliando qual poderia ser a melhor solução. Mas isso não depende apenas de nós".

Depois do GP da Tailândia, disputado no início deste mês, Viñales sugeriu que estaria aberto a uma mudança de ares após o término de seu contrato com a Yamaha. "Eu não sei", disse ele quando perguntado se ficaria na equipe. "Isso é difícil de saber”.

"Estou aqui, adaptando-me à motocicleta, que é totalmente contra o meu estilo e contra a minha natureza. De todo modo, a moto funciona bem, isso é claro. Eu consigo pódios. Talvez não esteja largando da melhor maneira, mas estamos marcando muitos pontos”.

No entanto, em Motegi, no Japão, o espanhol garantiu que está comprometido em tentar ganhar com a Yamaha em 2020. "Acima de tudo, estou muito focado em tentar tirar o máximo proveito desta Yamaha em 2020”, afirmou.

MotoGP retorna ao Brasil em 2022

Conforme antecipado pelo Motorsport.com, a categoria rainha da motovelocidade mundial voltará ao Brasil na temporada 2022. A etapa brasileira ocorrerá no Rio de Janeiro, no circuito Rio Motorpark, ainda a ser construído na região de Deodoro.

Três locais já receberam provas da MotoGP no Brasil. De 1987 a 1989, Goiânia recebeu as principais motos e pilotos do mundo. Em 1992, foi a vez de Interlagos ser o palco. De 1995 a 2004, o extinto autódromo de Jacarepaguá, no Rio, fez parte do calendário.

Pela categoria principal, as 500cc, Valentino Rossi é o recordista de vitórias, com quatro triunfos. Mick Doohan tem dois êxitos e Makoto Tamada foi o último ganhador da etapa brasileira. Veja fotos da MotoGP no Brasil abaixo:

Rio de Janeiro: Valentino Rossi, Honda
Rio de Janeiro: Valentino Rossi, Honda
1/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Valentino Rossi, Carlos Checa e Max Biaggi
Valentino Rossi, Carlos Checa e Max Biaggi
2/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Valentino Rossi, Honda
Valentino Rossi, Honda
3/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Valentino Rossi, Honda
Valentino Rossi, Honda
4/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Valentino Rossi, Honda
Valentino Rossi, Honda
5/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Valentino Rossi, Honda
Valentino Rossi, Honda
6/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Valentino Rossi, Honda
Valentino Rossi, Honda
7/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Valentino Rossi, Repsol Honda Team
Valentino Rossi, Repsol Honda Team
8/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Makoto Tamada, Max Biaggi e Nicky Hayden,
Makoto Tamada, Max Biaggi e Nicky Hayden,
9/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Nicky Hayden, Repsol Honda Team
Nicky Hayden, Repsol Honda Team
10/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Nicky Hayden, Repsol Honda Team
Nicky Hayden, Repsol Honda Team
11/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Valentino Rossi cai
Valentino Rossi cai
12/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Vencedor de 2004: Makoto Tamada
Vencedor de 2004: Makoto Tamada
13/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Goiânia: Sito Pons, Campsa Honda
Goiânia: Sito Pons, Campsa Honda
14/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Sito Pons, Campsa Honda
Sito Pons, Campsa Honda
15/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Sito Pons, Campsa Honda
Sito Pons, Campsa Honda
16/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Randy Mamola, Cagiva
Randy Mamola, Cagiva
17/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Fiorenzo Fanali, Kel Carruthers, Giacomo Agostini, Eddie Lawson
Fiorenzo Fanali, Kel Carruthers, Giacomo Agostini, Eddie Lawson
18/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Eddie Lawson, Agostini Yamaha, Rob McElnea, Suzuki Pepsi Cola
Eddie Lawson, Agostini Yamaha, Rob McElnea, Suzuki Pepsi Cola
19/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Eddie Lawson, Agostini Yamaha
Eddie Lawson, Agostini Yamaha
20/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Eddie Lawson, Agostini Yamaha
Eddie Lawson, Agostini Yamaha
21/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

São Paulo (1992): Mick Doohan, Honda
São Paulo (1992): Mick Doohan, Honda
22/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Mick Doohan, Honda
Mick Doohan, Honda
23/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Mick Doohan, Honda
Mick Doohan, Honda
24/27

Foto de: Gold and Goose / Motorsport Images

Mick Doohan e Dr. Claudio Costa
Mick Doohan e Dr. Claudio Costa
25/27

Foto de: Clinica Mobile

Mick Doohan, Honda
Mick Doohan, Honda
26/27

Foto de: Clinica Mobile

Mick Doohan, Honda
Mick Doohan, Honda
27/27

Foto de: Clinica Mobile

compartilhar
comentários
Ex-chefe de Rossi: "Talvez ele esteja na MotoGP há tempo demais"

Artigo anterior

Ex-chefe de Rossi: "Talvez ele esteja na MotoGP há tempo demais"

Próximo artigo

GALERIA: Fotos dos acidentes da temporada 2019 da MotoGP

GALERIA: Fotos dos acidentes da temporada 2019 da MotoGP
Carregar comentários