Fórmula 1
16 abr
Próximo evento em
22 Horas
:
29 Minutos
:
48 Segundos
Fórmula E IndyCar
R
Birmingham
16 abr
Próximo evento em
22 Horas
:
29 Minutos
:
48 Segundos
R
St. Pete
23 abr
Próximo evento em
7 dias
NASCAR Cup
R
Richmond
18 abr
Próximo evento em
2 dias
Stock Car Brasil
23 abr
Próximo evento em
7 dias
R
14 mai
Próximo evento em
28 dias
MotoGP
04 abr
Evento encerrado
R
GP da Espanha
29 abr
Próximo evento em
13 dias

Peugeot revela hipercarro para retorno ao WEC em 2022 e anuncia três ex-pilotos da F1

Kevin Magnussen, Paul di Resta e Jean-Eric Vergne são alguns dos pilotos confirmados pela fabricantes francesa para 2022

Peugeot revela hipercarro para retorno ao WEC em 2022 e anuncia três ex-pilotos da F1

Os ex-pilotos de Fórmula 1 Kevin Magnussen, Paul di Resta e Jean-Eric Vergne guiarão novo Hipercarro da Peugeot no Campeonato Mundial de Endurance (WEC) em 2022. 

O trio foi nomeado como parte de uma lista completa de pilotos para o retorno da fabricante francesa nas 24 Horas de Le Mans, primeira divisão das corridas de carros esportivos no WEC.

Leia também:

Eles serão acompanhados pelo vencedor de Le Mans, Loic Duval, pelo regular WEC, Gustavo Menezes, e pelo campeão da European Le Mans Series LMP3 de 2019, Mikkel Jensen.

James Rossiter, que corre esporadicamente no WEC com a equipe ByKolles desde 2012 e testou a Honda na Fórmula 1 nos anos 2000, atuará como piloto reserva e de simulador. 

Não foi revelado como os pilotos se alinharão nos dois protótipos híbridos da Peugeot, que começarão a correr em um ponto que ainda será decidido durante a temporada de 2022. A escalação foi anunciada como "sete pilotos - uma equipe" em seu anúncio na segunda-feira. 

Jean-Marc Finot, diretor de automobilismo da nova matriz da Peugeot Stellantis, criada com a fusão do grupo PSA e Fiat Chrysler no início deste ano, explicou que “a qualidade do relacionamento entre todos os envolvidos no projeto é fundamental”.

“Além de suas habilidades individuais de corrida, os principais critérios que levamos em consideração ao avaliar e conversar com os pilotos foram os laços que eles têm entre si, sua mentalidade e sua capacidade de trabalhar em conjunto para motivar e ajudar a levar a equipe para a frente, porque o fator humano desempenha um papel muito importante nas corridas de resistência", disse ele." Também queríamos estabelecer que eles vissem seu compromisso conosco como uma prioridade e não apenas uma linha em seu currículo.”

Olivier Jansonnie, diretor técnico do projeto WEC da Peugeot Sport, acrescentou: “Não levamos em consideração apenas os resultados individuais. Também examinamos a velocidade, consistência e confiabilidade de uma longa lista de pilotos, porque estamos procurando uma linha que se encaixa bem, com uma mistura eclética de jovens emergentes e ativistas experientes com habilidades de desenvolvimento comprovadas, especialmente na área de motorizações híbridas.”

Magnussen, ex-piloto da McLaren, Renault e Haas na F1, está competindo em carros esportivos pela primeira vez neste ano com a Chip Ganassi Racing no WeatherTech SportsCar Championship (IMSA).

Enquanto isso, Di Resta, ex-Williams e piloto da Force India, fechou um acordo na classe superior do WEC depois de três temporadas correndo pela United Autosports nas classificações LMP2, que incluiu uma vitória na classe de Le Mans em 2020. 

O bicampeão da Fórmula E Vergne, que correu pela Toro Rosso na F1 em 2012-14, assinou pela Peugeot depois de quatro temporadas na LMP2, que incluiu várias vitórias em corridas no ELMS com o time G-Drive Racing comandado pela TDS.

Duval, vencedor de Le Mans e campeão do WEC com a Audi em 2013, está se concentrando nos carros esportivos após sua saída da Audi depois de quatro temporadas no DTM.

O francês pilotou um Peugeot 908 HDi para o time de apoio do Oreca em 2010 e 2011 e venceu o Sebring 12 Horas antes de ser contratado pela Audi.

Menezes tem sido um regular no WEC desde 2016, ganhando o título LMP2 com a equipe Signatech Alpine em sua temporada de estreia e depois subindo para LMP1 com a Rebellion Racing.

Jensen, de 26 anos, foi contratado pela Peugeot depois de apenas uma única temporada na LMP2. O dinamarquês pilotou no ELMS do ano passado com a G-Drive, fazendo parceria com Vergne em uma rodada e em Le Mans, depois de vencer a classe P3 da série na temporada anterior com a Eurointernational.

O candidato ao LMH da Peugeot deve começar os testes no final deste ano e uma decisão sobre quando ele se juntará ao WEC é esperada no início de 2022. 

 

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Por que HAMILTON segurou NEGOCIAÇÕES e os passos dele FORA da Mercedes

 

 

PODCAST: Bottas reagirá na Mercedes? Como compará-lo a Barrichello, Webber e cia?

 

compartilhar
comentários
Pipo Derani é confirmado para temporada 2021 do WEC pela Glickenhaus

Artigo anterior

Pipo Derani é confirmado para temporada 2021 do WEC pela Glickenhaus

Próximo artigo

F1: Magnussen descarta papel de substituto da Haas em 2021

F1: Magnussen descarta papel de substituto da Haas em 2021
Carregar comentários