Ecclestone: Vettel é uma vítima da Ferrari, não culpado

Ex-chefão da F1 acredita que Ferrari não deu a Sebastian Vettel todo o apoio necessário para conquistar título de 2018

Ecclestone: Vettel é uma vítima da Ferrari, não culpado

Os erros de Sebastian Vettel durante toda a temporada deram muito que falar, mas para o ex-chefe da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, eles foram motivados pela falta de apoio total da escuderia. O britânico não mordeu a língua ao avaliar a temporada da Ferrari, a quem ele culpa pelo fracasso de Vettel na luta pelo título contra Lewis Hamilton.

Ecclestone não questiona o domínio do piloto da Mercedes, mas enfatiza os erros cometidos pelo time de Maranello. Além disso, ele sugeriu que a morte de Sergio Marchionne poderia ter mais impacto do que inicialmente poderia ser pensado, uma teoria já mencionada por Nico Rosberg.

"Lewis tem sido excepcional, mas ele também teve o apoio total de sua equipe", disse Ecclestone à revista alemã Autobild. "Você não pode dizer o mesmo de Sebastian, e eu tenho a impressão de que a Ferrari caiu após a morte de Sergio Marchionne. De repente, houve erros estratégicos bizarros e, do lado de fora, eu notei que a Ferrari fez mais por Kimi Räikkönen que por Sebastian, um time deve apoiar seu favorito pelo título absolutamente, eu o vejo como uma vítima, e não como culpado."

Para reforçar sua teoria, Ecclestone lembrou os sucessos da Ferrari no início dos anos 2000, quando Jean Todt estava no comando e Michael Schumacher ganhou cinco títulos consecutivos.

"Uma equipe deve intensificar seus esforços em seu primeiro piloto, e não enfraquecê-lo", insiste Ecclestone. "Jean Todt estava completamente em cima de Michael [Schumacher]. Se um piloto não sente o apoio de sua equipe, aumenta o risco de cometer erros, porque a maioria dessas coisas vem da cabeça."

 

compartilhar
comentários
ESPECIAL: O brasileiro que testou para equipes da F1 que agora salva onças
Artigo anterior

ESPECIAL: O brasileiro que testou para equipes da F1 que agora salva onças

Próximo artigo

Red Bull mira Le Mans se opções na F1 em 2021 forem limitadas

Red Bull mira Le Mans se opções na F1 em 2021 forem limitadas
Carregar comentários