Ericsson se diz confiante que Sauber pontue em 2016

Companheiro de Felipe Nasr acredita que GP do México foi o melhor de sua carreira na Fórmula 1 até agora

Ericsson se diz confiante que Sauber pontue em 2016
Marcus Ericsson, Sauber F1 Team
Marcus Ericsson, Sauber C35
Marcus Ericsson, Sauber C35
Marcus Ericsson, Sauber C35
Marcus Ericsson, Sauber F1 Team on the drivers parade
Marcus Ericsson, Sauber C35 at the start of the race
Marcus Ericsson, Sauber F1 Team C35
Marcus Ericsson, Sauber C35
Marcus Ericsson, Sauber C35
Carregar reprodutor de áudio

Marcus Ericsson, que terminou o GP do México em 11º, disse que a Sauber está encontrando mais ritmo a cada fim de semana desde que começou a utilizar um novo pacote aerodinâmico em Cingapura.

"Estamos tirando a diferença", disse Ericsson no México. "Em todas as corridas após Cingapura, eu diria, quando realmente começamos a usar este novo pacote aerodinâmico, todos os fins de semana, estamos dando passos - bam, bam, bam!"

"Austin foi um bom fim de semana e agora foi ainda melhor, estamos indo na direção certa, precisamos continuar fazendo isso, continuar dando tudo e não desistir, porque ainda faltam dois fins de semana."

"E se continuarmos fazendo como fizemos no México, vamos conseguir um ponto, mais cedo ou mais tarde, precisamos conseguir um ponto."

O 11º de Ericsson foi o melhor resultado da Sauber na temporada. Piloto e equipe ainda têm as provas em Interlagos e Yas Marina, nos Emirados Árabes Unidos, como oportunidades para finalmente sair do zero em 2016, na luta com a Manor pelo 10º lugar no campeonato de construtores.

Perguntado se os traçados no Brasil ou em Abu Dhabi se adequavam ao carro Sauber, Ericsson calculou: "não, eu não diria, mas o Brasil é geralmente uma corrida com surpresas, com muitas coisas acontecendo, e queremos isso."

Melhor corrida na F1 até agora

O GP do México de Ericsson parecia ir por água abaixo quando o sueco foi coletado na batida de Pascal Wehrlein e Esteban Gutierrez no início, mas a presença do Safety Car permitiu que o piloto da Sauber fosse para pit colocar pneus médios e correr as 70 voltas até o final sem parar.

"É muito frustrante ficar em 11º, porque estamos aqui pelos pontos e estamos caçando esses pontos há muito tempo, e essa foi uma boa chance", disse Ericsson.

"Mas, de qualquer forma, precisamos também olhar para o nosso desempenho, e foi realmente muito bom durante todo o fim de semana. Já na classificação tivemos uma exibição muito forte, e então estávamos um pouco preocupados que o ritmo da corrida não seria tão forte.

"Mas para ser honesto, o ritmo na corrida foi realmente muito bom, surpreendentemente bom."

"Estou muito feliz, foi uma grande corrida, provavelmente a minha melhor na F1 até agora."

Relatos adicionais por Jonathan Noble

compartilhar
comentários
Hulkenberg diz que Raikkonen não deixou espaço em disputa
Artigo anterior

Hulkenberg diz que Raikkonen não deixou espaço em disputa

Próximo artigo

Pilotos cobram FIA de mudanças nas áreas de escape

Pilotos cobram FIA de mudanças nas áreas de escape
Carregar comentários