Fórmula 1 GP da Hungria

Ex-F1 crava situação de Pérez: "Dias na Red Bull estão contados"

Ralf Schumacher não tem dúvidas de que a Red Bull não pode se dar ao luxo de ter "um piloto tão obviamente mais lento que o outro"

Sergio Perez, Red Bull Racing, 3ª posição, Max Verstappen, Red Bull Racing, 1ª posição, parabenizam um ao outro no Parc Ferme

Foto de: Glenn Dunbar / Motorsport Images

No quali para o GP da Hungria de Fórmula 1, Sergio Pérez encerrou uma longa sequência de resultados decepcionantes nos treinos classificatórios. Em Miami, ele ainda estava na pole position, mas em Mônaco, Espanha, Canadá, Áustria e Grã-Bretanha não conseguiu chegar ao Q3 por vários motivos.

Leia também:

No Hungaroring, ele conseguiu fazer isso novamente, embora com um nono tempo que ainda não era motivo de empolgação. No entanto, o piloto mexicano da Red Bull estava otimista quanto às suas chances na corrida. Ele acreditava firmemente em um pódio e acabou chegando lá graças ao terceiro lugar. 

Foi um resultado muito necessário para Pérez, que venceu duas corridas nesta temporada, mas que vem perdendo para Max Verstappen com mais frequência. As férias de verão ainda estão por vir e, mesmo assim, o bicampeão mundial já tem uma vantagem de 110 pontos sobre o mexicano. Por causa de seus resultados, houve rumores de que a Red Bull viu o retorno de Daniel Ricciardo à F1 na AlphaTauri como um teste entre os dois pilotos.

Por enquanto, Pérez atende aos requisitos da Red Bull com seu segundo lugar entre os pilotos, embora o ex-piloto de Fórmula 1 Ralf Schumacher não ache que isso será suficiente ele para ficar mais tempo com a escuderia austríaca.

"O humor de Pérez tem sido sombrio ultimamente", escreve Schumacher em sua coluna na Sky Sports. "Depois de vários erros nas últimas semanas, houve muitas críticas novamente após seu acidente no primeiro treino livre na Hungria. O problema com Perez é a consistência. Ele tem muitas flutuações e pode não estar mentalmente estável o suficiente. Ele está muito distante de Max e, para mim, seus dias na Red Bull estão contados."

Pérez ainda tem um contrato com a Red Bull até 2024, portanto, no papel, ele também tem certeza de seu lugar ao lado de Verstappen. No entanto, de acordo com o irmão do sete vezes campeão mundial Michael Schumacher, as coisas podem mudar. "Não é justo pressioná-lo, mas, especialmente no futuro, quando outras equipes estiverem se aproximando, você não pode se dar ao luxo, como a Red Bull, de ter um piloto que seja obviamente mais lento que os outros", argumenta o alemão. "A equipe está logicamente tentando fazer Perez acreditar que seu emprego não está em perigo, mas não acho que Pérez estará pilotando para a Red Bull no próximo ano."

Quer fazer parte de um seleto grupo de amantes de corridas, associado ao maior grupo de comunicação de esporte a motor do mundo? CLIQUE AQUI e confira o Clube de Membros do Motorsport.com no YouTube. Nele, você terá acesso a materiais inéditos e exclusivos, lives especiais, além de preferência de leitura de comentários durante nossos programas. Não perca, assine já!

Podcast #239 – O que esperar de Ricciardo em retorno à F1?

 

ACOMPANHE NOSSO PODCAST GRATUITAMENTE:

 

 

 

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior F1: Hungria mascarou fraqueza da AlphaTauri que ainda pode prejudicar Ricciardo; entenda
Próximo artigo F1: Vandoorne pilotará pela Aston Martin no teste da Pirelli em Spa

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil