Análise
Fórmula 1 GP de Abu Dhabi

Explicado: por que Ferrari foi multada por combustível de Leclerc

Equipe italiana tem sido alvo recorrente de críticas e questionamentos por conta da sua gestão de combustível

The Charles Leclerc Ferrari SF90 in parc ferme

No GP de Abu Dhabi de Fórmula 1, a Ferrari se encontrou em nova controvérsia por razões técnicas: a FIA encontrou discrepâncias na declaração de combustível de Charles Leclerc, o que gerou uma multa de 50 mil euros à equipe italiana.

Leia também:

A polêmica vem em contexto no qual o motor da escuderia de Maranello vem sendo questionado pelas equipes rivais. Agora, a FIA encontrou uma “diferença significativa” entre a quantidade de combustível declarada pela Ferrari e a realmente encontrada nos carros.

Isso despertou uma nova onda de teorias sobre a possibilidade de a Ferrari ter explorado um erro administrativo dos fiscais da categoria. No fim das contas, a diferença de 4,88 kg resultou em uma multa relativamente leve para a equipe.

Abaixo, detalhamos os procedimentos introduzidos no início da temporada e as áreas em que a FIA relatou brechas nos regulamentos.

O que as regras dizem

As equipes precisam declarar quanto combustível pretendem colocar nos carros. A FIA tem liberdade para pesar os carros antes e depois das corridas para determinar exatamente quanto combustível foi usado e se a diferença coincide com os medidores de fluxo de combustível.

Mecânicos levam carro de Leclerc para a posição no grid

Mecânicos levam carro de Leclerc para a posição no grid

Photo by: Andrew Hone / Motorsport Images

O combustível deve ser suficiente para os carros completarem volta de alinhamento no grid, volta de apresentação, todas as voltas da corrida e volta de retorno aos boxes. O abastecimento é proibido quanto resta menos de uma hora para a corrida.

A FIA escolhe aleatoriamente alguns carros para conferir a pesagem antes da corrida. Neste caso, o time tem que esvaziar o tanque com uma bomba para garantir que todo o combustível restante vá para o coletor e então os fiscais garantem que não há nada sobrando.

Depois, o carro é pesado e a diferença de peso é calculada. O combustível é reinserido no veículo, que é pesado uma terceira vez. Depois da corrida, a FIA escolhe carros aleatoriamente para uma nova inspeção, repetindo os mesmos procedimentos. Com a diferença de peso verificada, os fiscais calculam quanto combustível foi realmente usado do início ao fim.

Nas diretivas, o diretor de assuntos técnicos da FIA, Nikolas Tombazis nota: “A diferença entre as massas de combustível pré e pós corrida será assumida como a quantia efetivamente usada. Os dados podem ser comparados com o medidor de fluxo de combustível e com os injetores para que sejam fornecidas informações que validem as leituras”.

Nikolas Tombazis

Nikolas Tombazis

Photo by: Mark Sutton / Motorsport Images

“Note-se que a massa de combustível utilizada para o cálculo poderá ser tanto a declarada pelo time quanto aquela medida na inspeção aleatória pré-corrida”.

Tombazis listou as situações específicas que podem causar uma investigação:

  1. Se o procedimento de extração do combustível com a bomba diferir do processo declarado e documentado que a equipe é obrigada a comunicar à FIA previamente;
  2. Se um volume significante de combustível for encontrado no carro após o combustível ter sido bombeado para fora;
  3. Se o time não fizer a declaração de peso mais de duas horas antes da abertura dos boxes, ou se a diferença de combustível declarado for significativamente diferente daquele drenado do tanque em caso de uma verificação aleatória;
  4. Se a comparação entre os sinais do medidor de fluxo de combustível e as verificações de consumo de peso se mostrarem abaixo do que o esperado;
  5. Se a massa de combustível usada durante a corrida, avaliada na comparação de peso exceder 110Kg, como requerido no regulamento esportivo;
  6. Se o software de inspeção e/ou a análise de dados mostrar diferenças operacionais diferentes durante o treino classificatório e a corrida.

Apesar de não ter sido divulgada uma explicação oficial sobre a origem da diferença, a Ferrari cometeu uma falha no terceiro item desta lista.

Quer ver Fórmula 2, Fórmula 3, Indy e Superbike de graça? Inscreva-se no DAZN e tenha acesso grátis por 30 dias a uma série de eventos esportivos. Cadastre-se agora clicando aqui.

Ferrari completa 90 anos e passa por jejum

A marca italiana completou nove décadas no fim de semana do GP da Itália. A equipe não vence um mundial desde 2008, quando foi campeã de construtores. O último título de pilotos foi o de Kimi Raikkonen, em 2007, o único da era pós Schumacher. Enquanto a Ferrari busca novas conquistas na F1, relembre todos os carros da lendária equipe na elite do automobilismo mundial:

Exposição de carros históricos da Ferrari durante a festa de aniversário de 90 anos da escuderia, em Milão.
1950: Ferrari 125
Piloto: Alberto Ascari, Giovanni Bracco, Raymond Sommer, Luigi Villoresi, Peter Whitehead
1950-1951: Ferrari 375
Piloto: Alberto Ascari, Dorino Serafini, Luigi Villoresi, Piero Taruffi, Jose Froilan Gonzalez, Chico Landi
1952-1953: Ferrari 500
Piloto: Alberto Ascari, Giuseppe Farina, Mike Hawthorn, André Simon, Piero Taruffi, Luigi Villoresi
1953-1954: Ferrari 553 Squalo
Piloto: Piero Carini, Giuseppe Farina, Jose-Froilan Gonzalez, Mike Hawthorn, Umberto Maglioli, Robert Manzon
1954-1955: Ferrari 625
Piloto: Alberto Ascari, Eugenio Castellotti, Giuseppe Farina, Jose-Froilan Gonzalez, Mike Hawthorn, Umberto Maglioli, Piero Taruffi, Maurice Trintignant
1955-1956: Ferrari 555 Supersqualo
Piloto: Eugenio Castellotti, Peter Collins, Giuseppe Farina, Paul Frère, Olivier Gendebien, Mike Hawthorn, Umberto Maglioli, Harry Schell, Piero Taruffi, Maurice Trintignant
1956-1957: Lancia-Ferrari D50
Piloto: Eugenio Castellotti, Peter Collins, Alfonso de Portago, Juan Manuel Fangio, Paul Frère, Olivier Gendebien, Mike Hawthorn, Luigi Musso, André Pilette, Wolfgang von Trips
1957: Lancia-Ferrari 801
Piloto: Eugenio Castellotti, Peter Collins, Alfonso de Portago, Jose-Froilan Gonzalez, Mike Hawthorn, Luigi Musso, Cesare Perdisa, Maurice Trintignant, Wolfgang von Trips
1958-1960: Ferrari 246
Piloto: Cliff Allison, Jean Behra, Tony Brooks, Peter Collins, Olivier Gendebien, Ritchie Ginther, Jose-Froilan Gonzalez, Dan Gurney, Mike Hawthorn, Phil Hill, Willy Mairesse, Luigi Musso, Wolfgang von Trips
1960: Ferrari 246P
Piloto: Ritchie Ginther
1961-1962: Ferrari 156
Piloto: Giancarlo Baghetti, Lorenzo Bandini, Olivier Gendebien, Richie Ginther, Phil Hill, Willy Mairesse, Pedro Rodriguez, Ricardo Rodriguez, Wolfgang von Trips
1963: Ferrari 156/63
Piloto: Lorenzo Bandini, Willy Mairesse, Ludovico Scarfiotti, John Surtees
1964-1965: Ferrari 158
Piloto: Lorenzo Bandini, John Surtees, Nino Vaccarella
1964-1965: Ferrari 1512
Piloto: Lorenzo Bandini, Pedro Rodriguez, Ludovico Scarfiotti, John Surtees
1966: Ferrari 246/66
Piloto: Giancarlo Baghetti, Lorenzo Bandini, Ludovico Scarfiotti
1966-1967: Ferrari 312
Piloto: Lorenzo Bandini, Mike Parkes, Ludovico Scarfiotti, John Surtees
1967-1968: Ferrari 312/67
Piloto: Chris Amon, Lorenzo Bandini, Derek Bell, Andrea de Adamich, Jacky Ickx, Ludovico Scarfiotti, Jonathan Williams
1968-1969: Ferrari 312/68
Piloto: Chris Amon, Derek Bell, Jacky Ickx, Pedro Rodriguez
1969: Ferrari 312/69
Piloto: Chris Amon, Tino Brambilla, Pedro Rodriguez
1969-1971: Ferrari 312B
Piloto: Chris Amon, Mario Andretti, Ignazio Giunti, Jacky Ickx, Clay Regazzoni
1971-1973: Ferrari 312B/2
Piloto: Mario Andretti, Nanni Galli, Jacky Ickx, Arturo Merzario, Clay Regazzoni
1973: Ferrari 312B3-73
Piloto: Jacky Ickx, Arturo Merzario
1974-1975: Ferrari 312B3-74
Piloto: Niki Lauda, Clay Regazzoni
1975-1976: Ferrari 312T
Piloto: Niki Lauda, Clay Regazzoni
1976-1978: Ferrari 312T2
Piloto: Niki Lauda, Clay Regazzoni, Carlos Reutemann, Gilles Villeneuve
1978-1979: Ferrari 312T3
Piloto: Carlos Reutemann, Jody Scheckter, Gilles Villeneuve
1979: Ferrari 312T4
Piloto: Jody Scheckter, Gilles Villeneuve
1980: Ferrari 312T5
Piloto: Jody Scheckter, Gilles Villeneuve
1981: Ferrari 126CK
Piloto: Didier Pironi, Gilles Villeneuve
1982: Ferrari 126C2
Piloto: Mario Andretti, Didier Pironi, Patrick Tambay, Gilles Villeneuve
1983: Ferrari 126C2B
Pilotos: René Arnoux, Patrick Tambay
1983: Ferrari 126C3
Pilotos: René Arnoux, Patrick Tambay
1984: Ferrari 126C4
Pilotos: Michele Alboreto, Rene Arnoux
1985: Ferrari 156/85
Pilotos: Michele Alboreto, René Arnoux, Stefan Johansson
1986: Ferrari 156/85
Pilotos: Michele Alboreto, Stefan Johansson
1987: Ferrari F1-87
Pilotos: Michele Alboreto, Gerhard Berger
1988: Ferrari F1-87/88C
Pilotos: Michele Alboreto, Gerhard Berger
1989: Ferrari 640
Pilotos: Gerhard Berger, Nigel Mansell
1990: Ferrari 641
Pilotos: Nigel Mansell, Alain Prost
1991: Ferrari 642
Pilotos: Jean Alesi, Alain Prost
1991: Ferrari 643
Pilotos: Jean Alesi, Gianni Morbidelli, Alain Prost
1992: Ferrari F92A
Pilotos: Jean Alesi, Ivan Capelli, Nicola Larini
1992: Ferrari F92AT
Pilotos: Jean Alesi, Ivan Capelli
1993: Ferrari F93A
Pilotos: Jean Alesi, Gerhard Berger
1994: Ferrari 412T1
Pilotos: Jean Alesi, Gerhard Berger, Nicola Larini
1994: Ferrari 412T1B
Pilotos: Jean Alesi, Gerhard Berger
1995: Ferrari 412T2
Pilotos: Jean Alesi, Gerhard Berger
1996: Ferrari F310
Pilotos: Eddie Irvine, Michael Schumacher
1997: Ferrari F310B
Pilotos: Eddie Irvine, Michael Schumacher
1998: Ferrari F300
Pilotos: Eddie Irvine, Michael Schumacher
1999: Ferrari F399
Pilotos: Eddie Irvine, Mika Salo, Michael Schumacher
2000: Ferrari F1-2000
Pilotos: Rubens Barrichello, Michael Schumacher
2001-2002: Ferrari F2001
Pilotos: Rubens Barrichello, Michael Schumacher
2002-2003: Ferrari F2002
Pilotos: Rubens Barrichello, Michael Schumacher
2003: Ferrari F2003-GA
Pilotos: Rubens Barrichello, Michael Schumacher
2004: Ferrari F2004
Pilotos: Rubens Barrichello, Michael Schumacher
2005: Ferrari F2005
Pilotos: Rubens Barrichello, Michael Schumacher
2006: Ferrari 248F1
Pilotos: Felipe Massa, Michael Schumacher
2007: Ferrari F2007
Pilotos: Felipe Massa, Kimi Räikkönen
2008: Ferrari F2008
Pilotos: Felipe Massa, Kimi Räikkönen
2009: Ferrari F60
Pilotos: Luca Badoer, Giancarlo Fisichella, Felipe Massa, Kimi Räikkönen
2010: Ferrari F10
Pilotos: Fernando Alonso, Felipe Massa
2011: Ferrari F150
Pilotos: Fernando Alonso, Felipe Massa
2012: Ferrari F2012
Pilotos: Fernando Alonso, Felipe Massa
2013: Ferrari F138
Pilotos: Fernando Alonso, Felipe Massa
2014: Ferrari F14 T
Pilotos: Fernando Alonso, Kimi Räikkönen
2015: Ferrari SF-15T
Pilotos: Kimi Räikkönen, Sebastian Vettel
2016: Ferrari SF16-H
Pilotos: Kimi Räikkönen, Sebastian Vettel
2017: Ferrari SF70H
Pilotos: Kimi Räikkönen, Sebastian Vettel
2018: Ferrari SF71H
Pilotos: Kimi Räikkönen, Sebastian Vettel
2019: Ferrari SF90
Pilotos: Charles Leclerc, Sebastian Vettel
72

Siga o Motorsport.com Brasil no Twitter, Facebook, Instagram e Youtube.

Faça parte da comunidade Motorsport

Join the conversation
Artigo anterior Do alto do pódio ao fim do grid: relembre carreira de Kubica na F1
Próximo artigo Vettel faz piada de especulações sobre suposta aposentadoria

Principais comentários

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar.

Cadastre-se gratuitamente

  • Tenha acesso rápido aos seus artigos favoritos

  • Gerencie alertas sobre as últimas notícias e pilotos favoritos

  • Faça sua voz ser ouvida com comentários em nossos artigos.

Motorsport prime

Descubra conteúdo premium
Assinar

Edição

Brasil